Geral

Ataques e mortes marcam eleições legislativas no Afeganistão

A população do Afeganistão foi às urnas neste sábado (18) para votar em eleições legislativas marcadas pelas ameaças de atentados dos talibãs. No total, ataques realizados no país deixaram dez vítimas, além de 20 feridos. A agência de notícias Efe chega a dizer que o total de mortos pode chegar a 16, mas não há […]

Arquivo Publicado em 18/09/2010, às 17h48

None

A população do Afeganistão foi às urnas neste sábado (18) para votar em eleições legislativas marcadas pelas ameaças de atentados dos talibãs. No total, ataques realizados no país deixaram dez vítimas, além de 20 feridos.


A agência de notícias Efe chega a dizer que o total de mortos pode chegar a 16, mas não há confirmação oficial do número de vítimas em atentados pelo país. Seis pessoas morreram em novos ataques com foguetes perto de locais de votação no norte e leste do Afeganistão. Três pessoas morreram e outra ficou ferida na província de Kunar (leste). Um ataque com morteiro na província de Takhar (norte) também matou um homem e feriu dois de seus filhos. Em um ataque anterior com foguetes matou duas pessoas e feriu uma terceira na província de Nangarhar (leste).

Além disso, Toryalai Wisa, o governador da província de Kandahar (sul), reduto dos talibãs, anunciou ter escapado da explosão de uma bomba na passagem de seu veículo.

Durante a madrugada, um foguete foi disparado contra o centro de comando da Otan em Cabul, horas antes da abertura das urnas para as eleições legislativas no Afeganistão, segundo um porta-voz da Aliança Atlântica. O ataque não causou vítimas.

Na sexta-feira, os talibãs sequestraram 19 pessoas – um candidato às eleições legislativas, 10 partidários de outro candidato e oito funcionários da comissão eleitoral – pondo em prática sua ameaça de realizar atentados contra a votação neste sábado, o que faz as forças de segurança permanecer em alerta máximo.

Jornal Midiamax