Geral

Após protesto dos jornalistas, Felipão se recusa a dar entrevistas

O técnico Luiz Felipe Scolari reagiu com o silêncio ao protesto feito por jornalistas antes da partida entre Palmeiras e Goiás, neste sábado, na Arena Barueri, pelo Campeonato Brasileiro. Após o jogo, o treinador se recusou a conceder entrevista coletiva, aumentando o clima ruim com a imprensa. Na chegada da delegação ao estádio, na região […]

Arquivo Publicado em 31/10/2010, às 01h25

None

O técnico Luiz Felipe Scolari reagiu com o silêncio ao protesto feito por jornalistas antes da partida entre Palmeiras e Goiás, neste sábado, na Arena Barueri, pelo Campeonato Brasileiro. Após o jogo, o treinador se recusou a conceder entrevista coletiva, aumentando o clima ruim com a imprensa.

Na chegada da delegação ao estádio, na região metropolitana de São Paulo, alguns repórteres colocaram um nariz de palhaço. Protesto que foi visto por Scolari. Na quarta-feira, em Sete Lagoas, o técnico chamou um jornalista de uma emissora de rádio de palhaço ao ser questionado sobre a condição física do meia Valdivia. E disse que os jornalistas estavam de “palhaçada”.

“O Felipão não vai falar”, comunicou o asssessor de imprensa do Palmeiras, Helder Bertazzi, na sala de imprensa da Arena, sem revelar o motivo dado por Scolari.

Na sexta-feira, o treinador já havia pedido para não falar com os jornalistas após o treinamento na Academia de Futebol, concedendo apenas uma entrevista ao site oficial do Palmeiras.

Jornal Midiamax