Geral

Após agente de saúde ser atacada por dálmata, colegas fazem protesto

A agente de saúde Juliana Silva Pereira, 22, que trabalha na região do Nova Lima, foi atacada por um cão da raça dálmata ontem durante o trabalho. A jovem está internada na Santa Casa com ferimentos no joelho, braço esquerdo e lábio. Por conta dessa situação, os colegas, cerca de 20 pessoas, protestam com faixas […]

Arquivo Publicado em 30/03/2010, às 14h05

None

A agente de saúde Juliana Silva Pereira, 22, que trabalha na região do Nova Lima, foi atacada por um cão da raça dálmata ontem durante o trabalho. A jovem está internada na Santa Casa com ferimentos no joelho, braço esquerdo e lábio.

Por conta dessa situação, os colegas, cerca de 20 pessoas, protestam com faixas e cartazes no bairro, na Rua Gualter Barbosa, em frente à Sociedade Constantino Bispo. Os agentes querem o direito de receber no salário o adicional por periculosidade e insalubridade.

O secretário municipal de Saúde, Luiz Henrique Mandetta, já havia dito que a região que mais combate à dengue é a que engloba o Nova Lima. Os agentes daquela área fazem um trabalho que conseguiu frear o número de casos na cidade que enfrenta epidemia com 25 mil casos suspeitos.

Jornal Midiamax