Geral

Anastácio cadastra famílias sem moradia em áreas de risco

Cerca de 200 moradores das áreas de ocupação irregular e de risco no Município de Anastácio foram cadastrados em um mutirão realizado neste domingo e segunda-feira (12 e 13) pela Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social. O trabalho realizado pela Prefeitura de Anastácio foi coordenado pelo prefeito Douglas Figueiredo que se […]

Arquivo Publicado em 14/12/2010, às 13h00

None

Cerca de 200 moradores das áreas de ocupação irregular e de risco no Município de Anastácio foram cadastrados em um mutirão realizado neste domingo e segunda-feira (12 e 13) pela Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social.

O trabalho realizado pela Prefeitura de Anastácio foi coordenado pelo prefeito Douglas Figueiredo que se reuniu com as famílias que ainda não possuem moradia para explicar a importância delas informarem sua real situação e dados para que a prefeitura elabore o cadastro individual de cada família.

Esse cadastro realizado pela Prefeitura de Anastácio também traz uma atualização do número de famílias em situação de risco, e será encaminhado para a Secretaria de Estado de Habitação para incorporar ao projeto para construção de mais residências em Anastácio.

“Moradia digna e qualidade de vida é prioridade em nossa Administração. Agora estão sendo atendidas as famílias em situação de risco, que não possuem condições de construir ou comprar uma residência e que precisam de um reforço do Poder Público para realizar esse sonho da casa própria”, afirma o prefeito Douglas.

O prefeito Douglas Figueiredo explica ainda que o cadastramento dos moradores de áreas de risco é o primeiro passo de várias etapas para a aquisição de uma casa. “Nossa equipe está trabalhando com afinco para finalizar esse cadastramento e estaremos lutando para conquistar um número maior de moradias para as famílias necessitadas da nossa cidade, pois a demanda em Anastácio é grande”, destacou.

Vale ressaltar que para a distribuição das residências, a Secretaria Municipal de Assistência Social segue uma ordem no cadastro geral de famílias inscritas. É importante ressaltar que esse cadastro só pode ser feito na Secretaria Municipal de Assistência Social mediante a apresentação dos documentos necessários para as assistentes sociais visitarem as famílias inscritas e averiguar as informações.

Para garantir a construção de mais casas em 2011, o prefeito Douglas Figueiredo tem participado de audiências e entrevistas técnicas nos órgãos competentes em Brasília e com o apoio da Câmara de Vereadores buscado regularizar a situação de loteamentos para abrigar as novas casas.

Jornal Midiamax