Geral

Amanhã pistas da Mato Grosso com Via Park serão interditadas

Em função do avanço das obras de contenção de enchentes realizadas nas confluências das avenidas Mato Grosso e Nelly Martins (Via Park), a Prefeitura de Campo Grande por intermédio da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) interdita a partir deste sábado (18) a pista da Mato Grosso sentido centro. Pelo mesmo motivo, a outra […]

Arquivo Publicado em 17/09/2010, às 13h04

None

Em função do avanço das obras de contenção de enchentes realizadas nas confluências das avenidas Mato Grosso e Nelly Martins (Via Park), a Prefeitura de Campo Grande por intermédio da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) interdita a partir deste sábado (18) a pista da Mato Grosso sentido centro. Pelo mesmo motivo, a outra pista (sentido Parque dos Poderes) está interditada há mais de 40 dias.


Para quem trafega cotidianamente naquela região, as opções continuam sendo as ruas Antonio Maria Coelho e Nelly Martins. Para quem vem do Carandá, uma das alternativas é a rua Kame Takaiashi. A outra opção é dar a volta pela avenida Afonso Pena no sentido Parque dos Poderes ou, ainda, fazer o caminho inverso – seguir pelo Parque dos Poderes para se dirigir ao centro da cidade.


A obra – A Prefeitura de Campo Grande está executando obras de contenção de enchentes e pavimentação asfáltica para recuperação do Fundo de Vale do Córrego Prosa, que é uma sub-bacia do Córrego Sóter e está localizado no cruzamento da Avenida Mato Grosso com a Avenida Nelly Martins (Via Park).


Esta obra está orçada em R$ 4,2 milhões e prevê a construção de uma galeria de concreto medindo 3,5 metros por 6,0 metros com a extensão de 80 metros.


A construção da nova galeria de águas pluviais tem o objetivo de substituir a atual, que é um tubo armco embutido no Córrego Sóter. A finalidade da obra é aumentar a vazão do córrego para dar vazão ao aumento do índice pluviométrico durante o período chuvoso.


Segundo o titular da Seintrha, João Antônio De Marco, esta obra faz parte da programação de recuperação das áreas afetadas pelas enchentes em Campo Grande. “Vamos trabalhar para que até o fim do ano estas obras estejam concluídas”, informou.

Jornal Midiamax