Geral

Alonso supera susto em Cingapura e marca segunda pole

Após a surpresa em Monza, o circuito de rua de Marina Bay, sede do noturno GP de Cingapura, foi palco neste sábado de mais um desempenho espetacular de Fernando Alonso. Após uma excelente volta, com o tempo de 1m45s390, o espanhol marcou sua segunda pole position na temporada 2010, impedindo que a RBR dominasse outro […]

Arquivo Publicado em 25/09/2010, às 16h01

None

Após a surpresa em Monza, o circuito de rua de Marina Bay, sede do noturno GP de Cingapura, foi palco neste sábado de mais um desempenho espetacular de Fernando Alonso. Após uma excelente volta, com o tempo de 1m45s390, o espanhol marcou sua segunda pole position na temporada 2010, impedindo que a RBR dominasse outro treino classificatório em 2010. Ele levou um susto na segunda parte do treino, quando seu motor estava com um barulho estranho, mas teve o problema rapidamente resolvido pela Ferrari.


O alemão Sebastian Vettel, que tinha todas as condições para marcar sua oitava pole do ano, cometeu um erro primário em sua última volta rápida na superpole, raspou o muro e só marcou o segundo tempo no treino. Mark Webber, líder do campeonato, não conseguiu andar rápido e vai largar apenas na quinta posição da corrida na cidade-estado asiática, que começa às 9h (de Brasília) deste domingo, com transmissão ao vivo da Rede Globo. O GLOBOESPORTE.COM acompanha, com vídeos, as 61 voltas em Tempo Real.


Felipe Massa, que esteve entre os primeiros na sexta e no sábado, vai largar apenas na última posição do grid. O brasileiro da Ferrari vinha em uma volta rápida quando seu carro parou no meio da pista. Pelo rádio, ele chegou a reclamar de um problema no motor, mas a equipe afastou a hipótese. Segundo o time italiano, ele teve um problema eletrônico no comando do câmbio.


– Quebrou o carro. Senti uma coisa estranha nele quando estava na pista, parecia algo no câmbio. Temos de analisar, mas não acredito que tenha sido problema de motor – lamenta Massa.


Com isso, Rubens Barrichello será o melhor brasileiro no grid de largada, com a sexta posição no treino classificatório. Ele acertou uma ótima volta com sua Williams e ficou apenas atrás dos carros de RBR, McLaren e Ferrari, já que Massa teve problemas. Com um carro bom em circuitos mais travados, ele tem uma ótima chance de marcar pontos importantes nesta corrida.


Lucas di Grassi, da VRT, larga na 20ª posição no circuito de Marina Bay. Já Bruno Senna, após uma primeira parte do treino complicada, sai em penúltimo após rodar duas vezes com a Hispania.


Brasileiros sofrem no início do treino


A primeira parte do treino classificatório (Q1) não começou bem para os brasileiros. Massa teve problemas com sua Ferrari e parou no meio da pista, na tangência de uma curva, em um ponto perigoso da pista. A sessão foi interrompida com a bandeira vermelha para o carro do piloto ser recolhido aos boxes. Ele vai largar apenas na última posição deste domingo.


Em seguida, foi a vez de Bruno Senna. Ele já tinha escapado no último treino livre e voltou a sofrer com o péssimo carro da Hispania. Sem pressão aerodinâmica, o piloto rodou duas vezes. Por sorte, ele não acertou o muro e conseguiu continuar na pista. Entretanto, o resultado não foi dos melhores: ele só conseguiu o penúltimo tempo, logo atrás do companheiro Christian Klien.


Di Grassi ficou em uma boa 20ª posição, mas foi superado novamente por Timo Glock, seu colega. O alemão foi o 18º, o melhor entre os carros das equipes estreantes nesta temporada. Na frente, Alonso conseguiu um excelente tempo e superou os carros da RBR no Q1.


Equipe resolve problema de Alonso


O filme parecia se repetir para a Ferrari no início da segunda parte do treino (Q2). Pelo rádio, Alonso reclamava de um barulho estranho em seu motor. O italiano Andrea Stella, engenheiro do espanhol, pediu para retornar aos boxes, mas o espanhol ponderou e resolveu dar uma volta para garantir um tempo. Após a reprogramação, ele voltou à pista e conseguiu o segundo tempo no trecho.


No fim do Q2, Vettel acertou uma boa volta e recuperou a primeira posição, mas Webber não conseguiu desbancar Alonso do segundo posto. Entre os eliminados, nenhuma surpresa. Apenas Nico Hulkenberg, que andou bem nos treinos livres e no Q1, decepcionou e marcou apenas o 12º tempo. Como a Williams trocou seu câmbio, ele perderá cinco postos no grid e sairá apenas em 17º.


Confira o grid de largada para o GP de Cingapura, no circuito de Marina Bay:


1 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1m45s390
2 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 1m45s457
3 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – 1m45s571
4 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – 1m45s944
5 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – 1m45s977
6 – Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – 1m46s236
7 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1m46s443
8 – Robert Kubica (POL/Renault) – 1m46s593
9 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – 1m46s702
10 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – 1m17s884


Eliminados na segunda parte do treino:
11 – Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) – 1m47s666
12 – Vitaly Petrov (RUS/Renault) – 1m48s165
13 – Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – 1m48s502
14 – Nick Heidfeld (ALE/Sauber-Ferrari) – 1m48s557
15 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – 1m48s899
16 – Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes) – 1m48s961
17 – Nico Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth) – 1m47s674 (punido com 5 posições)


Eliminados na primeira parte do treino:
18 – Timo Glock (ALE/VRT-Cosworth) – 1m50s721
19 – Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Cosworth) – 1m50s915
20 – Lucas di Grassi (BRA/VRT-Cosworth) – 1m51s107
21 – Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth) – 1m51s641
22 – Christian Klien (AUT/Hispania-Cosworth) – 1m52s946
23 – Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth) – 1m54s174
24 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – sem tempo

Jornal Midiamax