Geral

Ainda sem Robinho, Santos vence e “dorme” na liderança

No dia em que Robinho chegou ao Brasil para voltar a defender o Santos, a nova geração dos garotos do clube paulista voltaram a dar conta do recado. Longe de uma atuação cheia de brilho, como nas goleadas sobre o Rio Branco e Barueri, Neymar e companhia fizeram o necessário para conseguir vencer o Oeste […]

Arquivo Publicado em 31/01/2010, às 00h15

None

No dia em que Robinho chegou ao Brasil para voltar a defender o Santos, a nova geração dos garotos do clube paulista voltaram a dar conta do recado. Longe de uma atuação cheia de brilho, como nas goleadas sobre o Rio Branco e Barueri, Neymar e companhia fizeram o necessário para conseguir vencer o Oeste por 2 a 0 e assumir, ainda que provisoriamente, a liderança do Campeonato Paulista com 10 pontos.

Para que Robinho volte ao seu clube formador na ponta do Paulista, será preciso passar o domingo torcendo para que Corinthians e Palmeiras empatem o clássico, que o Ituano tropece diante do Santo André.e que o São Paulo não goleie o Sertãozinho.

No jogo deste sábado à noite, os jogadores do Santos convocaram a torcida, ao som dos Bee Gees, para ajudar a embalar o time no Paulista. Mas o que mais se ouviu dos 10.393 torcedores presentes à Vila Belmiro foi “Olelê, olalá, Robinho vem aí e o bicho vai pegar”, o grito da torcida para o atacante em sua primeira passagem pelo clube.

Mas já que Robinho foi apenas ao CT Rei Pelé para conhecer seus novos companheiros e o técnico Dorival Júnior, quem fez as honras da casa foi Neymar. Mais “respondão” do que no ano passado – discutiu por duas vezes com os zagueiros do Oeste e ainda levou um cartão amarelo – o artilheiro do Campeonato Paulista com 5 gols iniciou a jogada do primeiro gol e marcou o outro que selou o placar.

Melhor em campo, o Santos encontrou dificuldades para furar a retranca do Oeste. Apesar de Neymar infernizar na lateral do campo, os gols só foram sair mesmo no segundo tempo. Aos 6min do segundo tempo, Neymar recebeu na intermediária de Léo, e deu um passe na medida para Marquinhos. Livre de marcação, o experiente meia serviu o jovem André que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio.


Sem ser incomodado pelo Oeste, o Santos foi levando o jogo com tranquilidade até chegar ao segundo tento, aos 47min, com Madson dando bom passe para Neymar aparecer na área e tocar na saída do goleiro.

Jornal Midiamax