Geral

Ainda é grave estado de saúde de criança picada por cascavel

Segue internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do HU (Hospital Universitário), em Campo Grande, o estudante Alex José Alves, 10, picado por uma cobra da espécie cascavel, no sábado. O estado de saúde do menino é tido como grave. Hoje à tarde, o médico plantonista deve conversar com os parentes da criança e passar […]

Arquivo Publicado em 02/11/2010, às 15h10

None

Segue internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do HU (Hospital Universitário), em Campo Grande, o estudante Alex José Alves, 10, picado por uma cobra da espécie cascavel, no sábado. O estado de saúde do menino é tido como grave.

Hoje à tarde, o médico plantonista deve conversar com os parentes da criança e passar um diagnóstico detalhado.

O menino foi atacado pela cobra no sábado de manhã, no assentamento Tejuí, na Casa Verde, distrito de Nova Andradina.

Ele colhia tomates, quando foi picado no pé direito. Dali, o pai, o agricultor José Bezerra, 39, o levou até um posto de saúde, na Casa Verde, uma distância de 57 km, segundo ele.

O menino recebeu os primeiros socorros, antes de transferido para o hospital em Nova Andradina. Sem melhoras, a criança foi trazida para o HU numa ambulância.

O agricultor e a mulher, Flávia Alves, 24, também vieram com o filho. Alex tem um irmão gêmeo e mais dois irmãos pequenos.

Os pais contaram ao Midiamax, nesta manhã, que o filho fala pouco, reclama de dores na barriga, quase não abre o olho e apresenta inchaço no pescoço.

“Ontem [segunda-feira] ele estava falando, hoje mudou, está reclamando de dores”, disse o pai que visitou a criança por volta das 11 horas da manhã.

A cobra cascavel é tida como uma das venenosas do Brasil. Uma picada sua pode matar se a vítima não for tratada logo, segundo o tenente do Corpo de Bombeiros, em Campo Grande, André de Oliveira.

O militar recomenda que a vítima de uma picada de cobra deve ser levada logo para o hospital. E, se possível, segundo ele, informar o médico a espécie da cobra em questão.

De acordo com o tenente, o veneno da cascavel provoca paralisação no corpo, sonolência, dificuldades em manter os olhos abertos e, o que é pior, insuficiente renal, sintoma que pode matar a vítima.

Mês passado, na fronteira com o Paraguai um garotinho de sete anos de idade morreu 45 minutos após ser picado por uma cobra cascavel.

Jornal Midiamax