Geral

Adolescente de 15 anos confessa que matou sozinha o filho

A mãe de Marcos Antônio Toledo, de 1 ano e 1 mês, que morreu com oito facadas na madrugada desta segunda-feira em Corumbá, confessou para a Polícia ser a única autora dos golpes que mataram o seu próprio filho. Segundo o site Diário Online, a confissão da mulher foi feita na manhã de hoje ao […]

Arquivo Publicado em 23/03/2010, às 16h45

None

A mãe de Marcos Antônio Toledo, de 1 ano e 1 mês, que morreu com oito facadas na madrugada desta segunda-feira em Corumbá, confessou para a Polícia ser a única autora dos golpes que mataram o seu próprio filho.


Segundo o site Diário Online, a confissão da mulher foi feita na manhã de hoje ao delegado Enilton Zalla, responsável pelas investigações. “Ela confessou que só ela praticou o crime”, disse o delegado.


Antes, a adolescente dizia que foi responsável somente pelas duas primeiras facadas no seu filho e que o seu namorado Claudinei da Silva Cruz, de 19 anos, foi quem deu outros seis golpes. Os dois queriam fugir e o filho era um empecilho para os dois. As investigações concluíram que Claudinei é inocente e que o padrasto dela, que era suspeito de ter praticado o crime também, não teve nenhuma participação.


Segundo o delegado, a adolescente acusou tanto o namorado como o padrasto, mas após muita conversa, ela acabou confessando o crime. “Nada do que ela dizia se confirmava. Acusou o namorado e o padrasto e as provas não apareciam e o quadro não se encaixava. Depois de usarmos muita psicologia acabou confessando tudo”, informou o delegado Zalla. “Ela é muito fria, em nenhum momento, em que esteve comigo, chorou uma lágrima sequer. Mentiu várias vezes”, afirmou o delegado.


Devido ao crime, a adolescente será encaminhada para uma ala reservada do presídio feminino, de onde esperará autorização judicial para ser encaminhada a uma Unei feminina, que pode ser tanto em Dourados, Três Lagoas ou Campo Grande.


 Sepultamento


Enquanto sua mãe confessava ser autora do crime, o pequeno Marcos Antônio Toledo de Almeida, de 1 ano e 4 meses, foi sepultado na manhã de hoje no cemitério Nelson Chamma, em Corumbá. O sepultamento foi marcado por lágrima e revolta das pessoas que foram até o local prestar sua última homenagem ao menino.


Na ocasião, a mãe da adolescente de 15 anos que confessou ser autora do crime disse que sua filha sempre mentiu e que a relação com ela era difícil. “Minha filha sempre foi conturbada, sempre mentiu, era difícil a relação com ela. Começou a mentir por motivos bobos e agora se perdeu em todas as suas mentiras. Ela começou mentindo que iria à casa do pai e quando eu mandava procurá-la, ela tinha sumido. Acredito que daí por diante, ela se envolveu em uma grande teia e não teve como sair”, declarou Sheila Toledo


“Acredito que ela não esteja em seu estado normal. Nunca gostou que lhe dessem conselhos, quando eu dizia que ela tinha que cuidar mais do filho, ela se zangava e sumia com o Marcos. Ela ficava sem comer, ficava agressiva e também não amamentava o bebê. Acredito que ela não tenha aceitado que era mãe, acho que nunca aceitou o próprio filho”, completou Sheila.

Jornal Midiamax