Geral

Acusado de participar de homicídio de João Morel é condenado a 16 anos

Marcos Rogério de Lima, acusado de ter participado do homicídio de João Morel, ocorrido em 21 de janeiro de 2001, a mando de Luiz Fernando da Costa, Fernandinho Beira Mar, foi condenado a 16 anos de reclusão, em regime inicial fechado. O julgamento foi realizado ontem no 1º Tribunal do Júri e o corpo de […]

Arquivo Publicado em 27/01/2010, às 21h55

None

Marcos Rogério de Lima, acusado de ter participado do homicídio de João Morel, ocorrido em 21 de janeiro de 2001, a mando de Luiz Fernando da Costa, Fernandinho Beira Mar, foi condenado a 16 anos de reclusão, em regime inicial fechado.

O julgamento foi realizado ontem no 1º Tribunal do Júri e o corpo de jurados acolheu a tese do Ministério Público Estadual, representado pelos Promotores de Justiça Paulo Cezar dos Passos e Luciana do Amaral Rabelo Nagib Jorge, os quais sustentaram a condenação por homicídio triplamente qualificado.

Morel foi morto na cela nº 38, do Pavilhão 1, do Estabelecimento de Segurança Máxima de Campo Grande. Acusado de ser o mandante do crime, Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, foi julgado no dia 10 de novembro e condenado a 15 anos de reclusão, por homicídio qualificado.

(Com informações da assessoria)

Jornal Midiamax