Geral

Urnas eletrônicas terão baterias com autonomia de 15 horas

Cada urna eletrônica tem uma bateria que lhe dá autonomia de cerca de 15 horas, “o que assegura o funcionamento delas, inclusive em locais onde não haja energia elétrica”, e que são fáceis de ser transportadas. “É uma máquina robusta que tem condições de transporte em qualquer circunstância, de forma que elas estarão disponíveis para […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Cada urna eletrônica tem uma bateria que lhe dá autonomia de cerca de 15 horas, “o que assegura o funcionamento delas, inclusive em locais onde não haja energia elétrica”, e que são fáceis de ser transportadas.

“É uma máquina robusta que tem condições de transporte em qualquer circunstância, de forma que elas estarão disponíveis para cerca de 335 mil seções eleitorais no dia 6 de outubro”.

O ministro Nelson Jobim anunciou, que pelos cálculos da Justiça Eleitoral, o país terá o resultado da eleição quatro horas após a finalização da eleição de Brasília. “Quatro horas, porque temos de respeitar a diferença de fuso horário do estado do Acre, que é de duas horas.

Virtualmente, algumas seções eleitorais poderão terminar mais tarde, considerando eventuais filas, mas a divulgação dos resultados das apurações, que já estarão sendo feitas nos estados, tem como referencial o horário do Acre, para não se noticiar resultados com a eleição naquele estado ainda acontecendo, afirmou o ministro”. Com informações do TSE.

Jornal Midiamax