Geral

Serra não perderá tempo de programa no horário eleitoral

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral derrubou na noite desta quinta-feira a punição anteriormente imposta ao candidato à presidência da coligação Grande Aliança (PSDB-PMDB), José Serra, pela veiculação no horário gratuito de trecho de uma entrevista concedida por seu adversário Ciro Gomes, da Frente Trabalhista (PPS-PDT-PTB). O ministro-auxiliar Caputo Bastos tinha decidido...

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral derrubou na noite desta quinta-feira a punição anteriormente imposta ao candidato à presidência da coligação Grande Aliança (PSDB-PMDB), José Serra, pela veiculação no horário gratuito de trecho de uma entrevista concedida por seu adversário Ciro Gomes, da Frente Trabalhista (PPS-PDT-PTB).

O ministro-auxiliar Caputo Bastos tinha decidido, em liminar, pela redução do tempo do programa de Serra porque o trecho havia sido editado e exibido apenas a resposta de Ciro, chamando de burro um ouvinte de uma rádio baiana. A pergunta do ouvinte não foi apresentada no programa de Serra.

Com a decisão, a defesa de Ciro deve desistir de acionar novamente Serra no TSE. Nesta quinta-feira, o programa do tucano voltou a veicular a mesma cena, só que com a pergunta do ouvinte por intermédio de um locutor. Serra, entretanto, não conseguiu liminar em pedido de direito de resposta contra Ciro. O tucano alegou que foi ofendido pelo adversário, que em seu programa o acusou de usar imagens manipuladas no horário gratuito apenas para atacá-lo.

A liminar foi negada pelo ministro José Gerardo Grossi porque o próprio Ciro afirmou no programa que não trataria mais do assunto. Entretanto, voltou a veicular a mesma fala nesta quinta-feira. A defesa de Serra vai agora entrar com pedido de direito de resposta.

Jornal Midiamax