Geral

Ratinho depõe hoje à tarde sob forte esquema de segurança

Preso por policiais militares na última segunda-feira, Renato de Souza Paulo, 31 anos, o Ratinho, um dos acusados de matar o jornalista Tim Lopes, da TV Globo, será retirado hoje do presídio de segurança máxima Bangu 1 para depor, às 14h, no 1° Tribunal do Júri, no Centro, diante das testemunhas de acusação. A ocasião […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Preso por policiais militares na última segunda-feira, Renato de Souza Paulo, 31 anos, o Ratinho, um dos acusados de matar o jornalista Tim Lopes, da TV Globo, será retirado hoje do presídio de segurança máxima Bangu 1 para depor, às 14h, no 1° Tribunal do Júri, no Centro, diante das testemunhas de acusação.

A ocasião servirá para esclarecer se o criminoso participou da execução do jornalista, como teria dito, informalmente, aos PMs, após sua prisão. Quatro policiais do Serviço Reservado do 20° BPM (Mesquita) serão chamados à Delegacia de Homicídios para esclarecer sobre essa suposta afirmação de Ratinho.

O traficante teria dito aos policiais militares que executou Tim Lopes com um tiro na cabeça, após o jornalista sofrer uma série de torturas. Segundo os policiais, o criminoso teria ainda comentado que mataria Tim novamente, se tivesse oportunidade. No entanto, o advogado do traficante, Paulo Cuzzuol, negou que o seu cliente tenha confessado a participação na morte do jornalista.

Ratinho vai depor no fórum, acompanhado de Márcio José Guimarães, o Tchaca, sob escolta de 60 homens do Serviço de Operações Externas.

Jornal Midiamax