Geral

Prefeitura gastará R$ 117,7 mil por mês com bolsa alimentação

A Prefeitura de Campo Grande iniciou o cadastramento de famílias de baixa renda que possuam renda mensal per capita máxima equivalente a meio salário mínimo, cerca de R$ 90, para inclusão no Programa Bolsa Alimentação. A meta da prefeitura é cadastrar aproximadamente 7.850 bolsas, onde o valor do benefício mensal é de R$ 15, com […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

A Prefeitura de Campo Grande iniciou o cadastramento de famílias de baixa renda que possuam renda mensal per capita máxima equivalente a meio salário mínimo, cerca de R$ 90, para inclusão no Programa Bolsa Alimentação. A meta da prefeitura é cadastrar aproximadamente 7.850 bolsas, onde o valor do benefício mensal é de R$ 15, com limite máximo de R$ 45 para cada família. No total, a prefeitura gastará R$ 117,7 mil por mês com o benefício.

A gerente de Programas da Criança e do Adolescente da Secretaria Municipal de Assistência Social (Sas), Rosely Braga, explica que receberão automaticamente o benefício, sem necessidade de novo cadastro, as famílias já incluídas em algum programa social, instituído pelo Governo Federal, como o Bolsa Escola e Auxílio Gás e que possuem o cartão magnético da Caixa Econômica Federal.

Os interessados devem procurar o posto mais próximo, munidos de comprovantes de residência (conta de água ou luz); comprovante de renda (caso possua) e documentos pessoais (RG, CPF, Carteira de Trabalho, Certidão de Nascimento ou Casamento) de todas as pessoas residentes na casa. O horário de atendimento será das 7h30min às 11h e das 13h às 17h.

Jornal Midiamax