Geral

Petrobras estuda adotar reajustes de preços mais freqüentes

O gerente-geral de Comércio Interno da Petrobras, Alípio Ferreira Pinto Júnior, disse no “IX Congresso Brasileiro de Energia”, que a Petrobras estuda a adoção, no futuro próximo, de reajustes mais freqüentes nos preços dos combustíveis. Segundo o gerente uma freqüência maior nesses reajustes causaria um impacto menor para o consumidor. “Os ajustes de maior magnitude […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O gerente-geral de Comércio Interno da Petrobras, Alípio Ferreira Pinto Júnior, disse no “IX Congresso Brasileiro de Energia”, que a Petrobras estuda a adoção, no futuro próximo, de reajustes mais freqüentes nos preços dos combustíveis.
Segundo o gerente uma freqüência maior nesses reajustes causaria um impacto menor para o consumidor. “Os ajustes de maior magnitude trazem desconforto à população e, às vezes, grande conforto, já que o maior ajuste feito pela estatal foi uma redução de 25% quando da abertura do mercado para alinhar os preços ao mercado internacional”, afirma.
A Petrobras informa que a mudança do sistema atual de reajuste, adotado com o objetivo de trazer conforto ao consumidor depois de longos anos de mercado fechado, só passará a vigorar daqui a 90 dias e que no caso da gasolina só em julho deste ano.

Agência Brasil

Jornal Midiamax