Geral

MS precisa com urgência de projeto de desenvolvimento, diz Marisa

A candidata da coligação “Pra Frente MS” ao governo do Estado, Marisa Serrano (PSDB), afirmou que o Estado necessita de um projeto de desenvolvimento econômico e humano, que dinamize a economia regional e apresente resultados concretos na vida das pessoas. “Sem metas para o futuro, o orçamento anual de R$ 2,3 bilhões some e a […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

A candidata da coligação “Pra Frente MS” ao governo do Estado, Marisa Serrano (PSDB), afirmou que o Estado necessita de um projeto de desenvolvimento econômico e humano, que dinamize a economia regional e apresente resultados concretos na vida das pessoas. “Sem metas para o futuro, o orçamento anual de R$ 2,3 bilhões some e a vida das pessoas continua igual ou pior”, disse.

Marisa ressaltou que hoje o Poder Executivo é um mero recebedor e pagador de contas. A parlamentar federal afirmou que o Estado só não parou, porque nos últimos 3,5 anos a bancada federal injetou na economia R$ 350 milhões, só em obras físicas.

Atualmente, a União gasta mensalmente no Estado R$ 8,3 milhões em programas sociais como o Peti, Bolsa-Escola, Agente Jovem e Benefício de Prestação Continuada (idosos), dentre outros.

A candidata garantiu, que se eleita, que a nova área incorporada ao processo produtivo ficará dois anos isenta de ICMS, assim como terão os encargos reduzidos aquelas empresas que abrirem vagas para jovens ingressarem no mercado de trabalho. “Hoje só se fala em aumento da arrecadação, mas os indicadores econômicos e sociais estão cada dia piores”, ressaltou a parlamentar, para quem “se o aumento de receita foi bom para o atual governador, poucos benefícios trouxe à comunidade”.

A tucana interpreta esse resultado como fruto da ausência de um projeto de desenvolvimento moderno e ágil que faça o dinheiro crescer e se multiplicar junto à população.

Jornal Midiamax