Geral

Mercado do boi gordo continua firme nesta terça-feira

O mercado físico do gado gordo opera neste momento com registro de um ligeiro aumento nas ofertas de gado terminado aos frigoríficos mas, mesmo assim, as escalas de abate permanecem curtas nas principais praças produtoras do país, com média de três dias. Quem oferta em SP a arroba de boi a R$ 51,00, com pagamento […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O mercado físico do gado gordo opera neste momento com registro de um ligeiro aumento nas ofertas de gado terminado aos frigoríficos mas, mesmo assim, as escalas de abate permanecem curtas nas principais praças produtoras do país, com média de três dias.

Quem oferta em SP a arroba de boi a R$ 51,00, com pagamento a prazo e livre do Funrural, ou a R$ 50,00 à vista e também livre do imposto, vem conseguindo resolver melhor suas compras. Mas, o melhor preço ofertado continua sendo de R$ 52,00/@, no prazo e descontando o Funrural. No MS, quem oferta R$ 50,00 também compra.

Para piorar a já difícil situação dos exportadores quanto a compras de gado de qualidade, a greve nacional dos caminhoneiros prejudica e tira o sono destes operadores em duas pontas: na retirada do gado das fazendas e na colocação de carne industrializada nos portos. Vale lembrar que tudo indica que a greve está tomando peso e que, portanto, também vai prejudicar os frigoríficos que só operam no mercado interno.

No mercado atacadista os preços continuam estáveis, com pouco volume do produto circulando, o que pode ser agravado caso a greve dos caminhoneiros se prolongue.

Continue trabalhando com um cenário de preços firmes e fique de olho nessa greve nacional, pois a mesma pode influenciar muito o mercado como um todo.

Jornal Midiamax