Geral

Matagal cobre investimento público de R$ 12,2 milhões

Obras da nova rodoviária de Campo Grande e do parque do produtor estão paralisadas há oito anos

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Obras da nova rodoviária de Campo Grande e do parque do produtor estão paralisadas há oito anos

Após oito anos, as obras paralisadas do que seriam a nova estação rodoviária de Campo Grande, no bairro Cabreuva, e o parque do produtor, situado na Avenida Norte-Sul, representam o desperdício de R$ 12,2 milhões em dinheiro público, considerando valores calculados ainda durante o ano 2000 pela Secretaria de Habitação e Infra-estrutura. A soma foi investida nas construções, que cada vez mais sofrem deterioração. Na rodoviária, coberta pelo mato, pouco se aproveita.
Em março deste ano, o governo do Estado anunciou a transformação do parque do produtor em centro comercial com investimentos de R$ 1,3 milhão e entrega do projeto em dezembro. Mas, quem passa pelo local não vê qualquer sinal de retomada da obra de 12,2 mil metros quadrados de área construída, onde foram aplicados R$ 7,8 milhões, segundo dados da secretaria, e que agora abriga criminosos. Já houve um caso de estupro, em que a vítima foi levada para o parque.
Já para a estação rodoviária, que seria entregue em 2001 à iniciativa privada para término da obra, não há destino. Não se sabe qual fim terá a estrutura de concreto tomada pelo mato, onde teriam sido aplicados R$ 4,4 milhões. Após barreiras impostas pela prefeitura de Campo Grande, no tocante à falta de infra-estrutura viária para garantir o movimento de ônibus ao terminal, o governo desistiu da antiga obra e pretende construir outra rodoviária, agora com investimento da iniciativa privada.

Jornal Midiamax