Geral

Marisa Serrano acusa Zeca de chantagear índios em troca de voto

A candidata ao governo do Estado pela coligação “Pra Frente MS”, Marisa Serrano (PSDB), acusou ontem o governador Zeca do PT, candidato à reeleição, de pressionar indígenas das aldeias de Aquidauana a fazer sua propaganda política em troca de alimentos. Durante comício em Miranda, que reuniu cerca de 15 mil pessoas, de acordo com estimativas […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

A candidata ao governo do Estado pela coligação “Pra Frente MS”, Marisa Serrano (PSDB), acusou ontem o governador Zeca do PT, candidato à reeleição, de pressionar indígenas das aldeias de Aquidauana a fazer sua propaganda política em troca de alimentos.

Durante comício em Miranda, que reuniu cerca de 15 mil pessoas, de acordo com estimativas da Polícia Militar, a tucana afirmou ter ficado “extremamente indignada” em saber que Zeca teria ameaçado cortar o programa de segurança alimentar dos índios que não exporem, em suas casas, cartazes com sua propaganda política.

ACUSAÇÕES – Marisa também acusou Zeca de tomar procedimento semelhante com famílias de baixa renda cadastradas no programa. Ele também está sendo investigado, segundo Marisa, pelo Ministério Público Federal por causa de denúncias sobre desvio de R$ 4 milhões do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

Pesa ainda contra o candidato petista, disse a candidata, “uma série de denúncias, como uso de verba secreta para gastos com viagens e despesas em sua residência, cuja mordomia totaliza mais de R$ 2 milhões, segundo publicou a coluna do jornalista Cláudio Humberto no último dia 13.

Jornal Midiamax