Geral

José Serra nega estar fazendo ataques a Ciro na televisão

O “Bom Dia Brasil”, telejornal transmitido pela Rede Globo de Televisão, deu continuidade hoje a série de entrevistas com os candidatos à presidência da República. O entrevistado de hoje foi o candidato do PSDB, José Serra. O tucano negou que as inserções na TV e no rádio com declarações de seu adversário Ciro Gomes (PPS) […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O “Bom Dia Brasil”, telejornal transmitido pela Rede Globo de Televisão, deu continuidade hoje a série de entrevistas com os candidatos à presidência da República.

O entrevistado de hoje foi o candidato do PSDB, José Serra. O tucano negou que as inserções na TV e no rádio com declarações de seu adversário Ciro Gomes (PPS) sejam ataques. Ele disse que se trata de observação pertinente para o eleitor e de debate de idéias.

“Essas inserções não são ataques. Reproduzem coisas que o candidato disse. Seria como alguém pegar um trecho dessa entrevista e botar no seu programa. Não vejo problema nenhum numa pessoa falar alguma coisa e você usar isso no programa”, disse Serra.

Os apresentadores questionaram o candidato tucano se era falta de ética apresentar as inserções apenas com as declarações de Ciro, omitindo do eleitor tratar-se de um programa de Serra, já que não aparece nenhuma assinatura do partido durante essas exibições. Serra disse que a observação dos jornalistas sobre assinar as inserções era “pertinente”.

Questionado sobre a criação do Real, Serra negou que tenha sido o criador da moeda. Ele disse que ajudou ao plano de ação como coordenador, ao lado de Márcio Tavares e que isso foi o primeiro passo do plano. “Jamais me apresentei como o que eu não sou”, frisou.

José Serra disse ainda, que se for eleito presidente, o seu governo será diferente do governo de Fernando Henrique Cardoso. Serra disse que isso é natural, afirmando que a administração de Fernando Henrique foi diferente nos dois mandatos.

O candidato tucano também disse que para ele não é um dilema o presidente participar de sua campanha. Ele disse que Fernando Henrique deve aparecer até mais. “Me orgulho de ter o apoio dele, porque ele me conhece muito bem do ponto de vista pessoal e político”, finalizou.

Jornal Midiamax