Geral

IBOPE: pesquisa divulgada pela revista Época gera polêmica

O comando da campanha de Ciro Gomes (PPS) vai entrar nesta segunda, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE,) com uma queixa contra o candidato do governo José Serra (PSDB) e a revista Época por divulgação de pesquisa de opinião não registrada e supostamente inverídica. A pesquisa atribuída ao Instituto Ibope foi publicada na edição desta semana […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O comando da campanha de Ciro Gomes (PPS) vai entrar nesta segunda, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE,) com uma queixa contra o candidato do governo José Serra (PSDB) e a revista Época por divulgação de pesquisa de opinião não registrada e supostamente inverídica.

A pesquisa atribuída ao Instituto Ibope foi publicada na edição desta semana da revista e reproduzida ontem no site mandido pela campanha de Serra na internet. Os dados divergem do levantamento feito pelos institutos DataFolha e Vox Populi, divulgados no noticiário de hoje. Na pesquisa mencionada por Época, Ciro teria perdido três pontos percentuais na última semana, caindo de 27% para 24% e ficando 10 pontos à frente de Serra.

Pelo DataFolha, Ciro teria 27% das intenções de votos, com 14 pontos de vantagem sobre Serra.

No Vox Populi, que também faz pesquisas para a campanha de Ciro, o movimento é inverso ao apontado na suposta pesquisa divulgada pela revista: Ciro ganha três pontos e vai a 32%, ficando 22 pontos acima de Serra.

“A pesquisa foi fraudada e queremos a apuração de crime eleitoral “, confirma o advogado da Frente Trabalhista, Hélio Parente. Ele pede a punição de Serra, como responsável pelo site de sua campanha, e dos editores responsáveis pela revista Época. A pena, em caso de condenação, varia de seis mjeses a um ano de detenção e multa de R$ 53 mil a R$ 106 mi

Jornal Midiamax