Geral

Frigoríficos fecham para se defender da alta no preço do boi

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Kenneth Coelho, a paralisação dos frigoríficos ocorre como uma defesa contra a alta no preço do boi: “Eles deprimiram os preços do boi e estão ganhando muito dinheiro com exportação. Mas como a pecuária está entrando no final da seca, existe a oscilação do dólar e […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Kenneth Coelho, a paralisação dos frigoríficos ocorre como uma defesa contra a alta no preço do boi: “Eles deprimiram os preços do boi e estão ganhando muito dinheiro com exportação. Mas como a pecuária está entrando no final da seca, existe a oscilação do dólar e ainda a instabilidade política, e o boi, que é um ativo real está se valorizando. A oferta está pequena e temos condições de segurar o gado no pasto, já que ainda há possibilidade de o preço subir ainda mais. Já a indústria está em situação mais complicada”, disse.

Jornal Midiamax