Geral

Estudo do gás na UEMS envolve aplicação de R$ 2,4 milhões

Além do laboratório para análise do gás natural, o projeto da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) inclui a avaliação do impacto ambiental causado pelas termelétricas, movidas a gás natural, em implantação no País. Do total de R$ 2,4 milhões para os dois projetos (construção de laboratório e avaliação estratégica), R$ 1,5 milhão […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Além do laboratório para análise do gás natural, o projeto da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) inclui a avaliação do impacto ambiental causado pelas termelétricas, movidas a gás natural, em implantação no País.

Do total de R$ 2,4 milhões para os dois projetos (construção de laboratório e avaliação estratégica), R$ 1,5 milhão será liberado pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia. Há também verbas da Transportadora Brasileira do Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG), Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul (MSGás), Petrobras e da própria UEMS.

Os dois projetos caminham juntos e são referência nacional para estudo das implicações ambientais que podem resultar do uso do gás natural, como combustível motor das termelétricas.

Jornal Midiamax