Geral

Dez detentos tentam fugir da Máxima, três são baleados

Nesta madrugada, por volta das 3h, dez detentos do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande tentaram fugir das celas do pavilhão 2. Segundo informações da assessoria do presídio, os internos serraram as grades das celas e, estavam tentando pular o muro, quando foram flagrados pelos policiais da Companhia de Guarda e Escolta. Antônio Júlio […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Nesta madrugada, por volta das 3h, dez detentos do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande tentaram fugir das celas do pavilhão 2.

Segundo informações da assessoria do presídio, os internos serraram as grades das celas e, estavam tentando pular o muro, quando foram flagrados pelos policiais da Companhia de Guarda e Escolta.

Antônio Júlio da Silva, de 27 anos (condenado por latrocínio), Reginaldo Rogério, de 31 anos (condenado por tráfico de drogas) e Rosival Fernandes da Cruz, de 34 anos (condenado por tráfico de drogas) foram baleados pelos policiais. Eles foram levados para o Pronto Socorro da Santa Casa.

Rosival foi atingido no tórax e continua internado. Antônio e Reginaldo já retornaram ao presídio, eles foram atingidos no pé e na mão. A assessoria também informou que os fugitivos ficarão por cerca de 30 dias em uma “cela disciplinar”, onde terão o tempo de banho de sol reduzido para uma hora, e visitas restritas.

A polícia encontrou dois veículos suspeitos, um Monza e um Prêmio, placas BGC 9292, nas proximidades da Máxima. O prêmio está cadastrado no Arquivo de Roubos e Furtos. Eles poderiam ser utilizados na fuga.

Neste momento a Tropa de Choque está no presídio fazendo a recontagem dos presos. Eles também irão fazer um “pente fino”.

Jornal Midiamax