Geral

Delcídio: “Bancada federal tira verba de MS e não apóia Zeca”

O candidato ao Senado pela Coligação “O Novo Mato Grosso do Sul”, Delcídio do Amaral Gómez (PT), acusou a bancada federal de “tirar mais de 20 milhões de reais por mês do estado” por sua falta de empenho e de “não dar apoio ao governador Zeca do PT, que tenta renegociar a dívida estadual com […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O candidato ao Senado pela Coligação “O Novo Mato Grosso do Sul”, Delcídio do Amaral Gómez (PT), acusou a bancada federal de “tirar mais de 20 milhões de reais por mês do estado” por sua falta de empenho e de “não dar apoio ao governador Zeca do PT, que tenta renegociar a dívida estadual com a União e reduzir os repasses”.

De acordo com o candidato, “isso prejudica diretamente os investimentos em projetos como Bolsa-Escola, Segurança Alimentar e outros que atendem principalmente a população mais carente”. Ele também atacou o antigo governo peemedebista, afirmando que o governador aumentou a arrecadação do Estado, mas não há desenvolvimento porque ele “tem que pagar a enorme dívida herdada, de R$ 4,8 bilhões”.

Segundo o candidato ao Senado, o governador Zeca do PT tem lutado “praticamente sozinho” em Brasília para tentar renegociar a dívida de modo a que os repasses possam ser reduzidos e, com isso, mais dinheiro permaneça no Estado e seja aplicado em obras sociais.

“Algumas propostas, como a que prevê o abatimento dos investimentos sociais no valor dos repasses para a União, chegaram a ser apresentadas, mas faltou ao governador a atuação dos senadores em defesa da proposta”, disparou.

Jornal Midiamax