Geral

CRMV critica falta de prevenção contra leishmaniose visceral

O presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV/MS), Roberto Rachid Bacha, acredita que o avanço do quadro de epidemia de leishmaniose visceral ocorre devido a vários fatores, que vão desde mudanças climáticas até uma ausência de medidas preventivas pelas autoridades da área. “Acredito que esse quadro da leishmaniose foi anunciado há três anos atrás […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV/MS), Roberto Rachid Bacha, acredita que o avanço do quadro de epidemia de leishmaniose visceral ocorre devido a vários fatores, que vão desde mudanças climáticas até uma ausência de medidas preventivas pelas autoridades da área.

“Acredito que esse quadro da leishmaniose foi anunciado há três anos atrás e mostra a necessidade de se tornar medidas mais duras e imediatas, quanto à prevenção e controle da doença no estado. O Conselho demonstra uma preocupação com o avanço desta epidemia e cobra ações eficazes para combater este problema”, afirmou.

Jornal Midiamax