Geral

Colômbia é atingida por nova onda de violência

Pelo menos oito pessoas morreram na Colômbia nas últimas 24 horas, enquanto líderes humanitários se manifestaram, neste domingo, em Bogotá e Cáli clamando pela paz e libertação dos seqüestrados pela guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), informaram fontes oficiais. O alto comando militar informou, em um comunicado, que quatro rebeldes das Farc foram […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Pelo menos oito pessoas morreram na Colômbia nas últimas 24 horas, enquanto líderes humanitários se manifestaram, neste domingo, em Bogotá e Cáli clamando pela paz e libertação dos seqüestrados pela guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), informaram fontes oficiais.

O alto comando militar informou, em um comunicado, que quatro rebeldes das Farc foram mortos em um combate nos arredores da cidade de Valledupar, a 900 km ao norte de Bogotá, onde o presidente Alvaro Uribe lançou, quinta-feira passada, um plano para recrutar um milhão de civis como informantes do exército.

As tropas que irromperam na periferia de Valledupar também apreenderam fuzis, granadas, munições e outros apetrechos de guerra, informou a chefia da II Brigada militar. Outros três guerrilheiros foram mortos na localidade andina de Labranzagrande, a 270 km a noroeste, e nas selvas do sul do país.

Um suposto rebelde das Farc morreu e outro ficou ferido ao explodir hoje uma bomba que transportava em um táxi quando este trafegava por um populoso bairro do balneário de Cartagena (norte), informou o chefe da polícia do departamento de Bolívar, coronel José Toro.

Jornal Midiamax