Geral

Ciro responde ataques e chama Serra de “covarde”

O candidato do PPS à Presidência da República, Ciro Gomes, reconheceu que mudará de estratégia para evitar uma nova queda nas pesquisas de opinião. Nesta sexta-feira, Ciro disse que pretende adotar dois objetivos: recuperar sua imagem, desgastada pelos ataques tucanos, e, em suas próprias palavras, “desmascarar” o rival José Serra, do PSDB, que foi chamado […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O candidato do PPS à Presidência da República, Ciro Gomes, reconheceu que mudará de estratégia para evitar uma nova queda nas pesquisas de opinião. Nesta sexta-feira, Ciro disse que pretende adotar dois objetivos: recuperar sua imagem, desgastada pelos ataques tucanos, e, em suas próprias palavras, “desmascarar” o rival José Serra, do PSDB, que foi chamado de “covarde”.

Os programas do candidato do PPS deverão ser alterados, por pressão de aliados do PTB e do PFL. De acordo com Ciro, a Frente Trabalhista concluiu que não pode ignorar os ataques do PSDB. “Mas é preciso deixar claro que foi ele (Serra) quem começou.” Ciro não disse o nome do rival em nenhum momento. “É como no Ceará: a gente só diz ‘coisa-ruim’, não fala o nome do dito cujo diretamente.”

Ciro respondeu com uma piada a uma pergunta sobre a participação de sua mulher, a atriz Patrícia Pillar, em sua campanha, durante entrevista coletiva concedida num estúdio de São Paulo: “Minha companheira tem um dos papéis mais importantes, que é dormir comigo.” Completou: “Evidentemente, estou brincando.” Patrícia estava na platéia. Ela havia acabado de gravar a propaganda de Ciro.

“Essa minha companheira é uma pessoa que tem uma longa tradição de manejar assuntos sociais, tem muita inteligência, muita sensibilidade”, elogiou o candidato. “Tenho imensa satisfação em poder contar com as opiniões dela em todos os momentos.” Na noite desta quinta-feira, Patrícia fez sua primeira aparição de destaque na propaganda eleitoral gratuita do PPS no rádio e na televisão.

A atriz garantiu que sua participação foi feita “por vontade própria”. “Eu sempre falei o que penso, e sempre fui discreta. Mas fico indignada. A gente leva tanta paulada que fica cansada”, disse, em referência aos ataques da campanha de José Serra (PSDB). “Meu amor não é cego, nem surdo, nem mudo. Conheci o Ciro como político antes de conhecê-lo pessoalmente.”

TV – O programa com imagens de Patrícia foi exibido dois dias depois da divulgação de pesquisas de opinião apresentando queda do candidato e alta do rival do PSDB, José Serra. A atriz defendeu e elogiou o candidato frente às câmaras: “Ciro é como eu e como você. Fala o que pensa e às vezes usa uma força de expressão. É tão parecido com a gente que é diferente dos outros políticos.”

“Eu não sou da política, mas sempre me preocupei com os problemas que acontecem com as pessoas no nosso país e, acompanhando a história do Ciro e conhecendo o Ciro, eu me apaixonei por ele”, acrescentou a atriz, que gravou a participação na terça-feira. “O Ciro é assim, diferente de tudo o que está aí. E isso incomoda muito a quem está no poder há muito tempo e quer continuar lá.”

De acordo com o depoimento da atriz, as virtudes do marido são a causa dos ataques contra ele. “Estão tentando convencer você de que o Ciro não diz a verdade ou é pavio curto. Eu, que vivo com ele, posso dizer: o Ciro é honesto, o Ciro é amigo, é competente, é uma pessoa solidária.” O programa também criticou o sistema de saúde do país, num ataque indireto ao ex-ministro Serra.

Jornal Midiamax