Geral

Central sindical cobra mais apoio para ficar com Serra

O candidato tucano à Presidência, José Serra, esteve próximo de perder o apoio da única central sindical que está ao seu lado nesta campanha. Reclamando da falta de apoio e de estrutura, a direção da Social Democracia Sindical (SDS) ameaçou colocar em discussão um eventual apoio ao candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva. […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O candidato tucano à Presidência, José Serra, esteve próximo de perder o apoio da única central sindical que está ao seu lado nesta campanha. Reclamando da falta de apoio e de estrutura, a direção da Social Democracia Sindical (SDS) ameaçou colocar em discussão um eventual apoio ao candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva. O assunto quase entrou na pauta do 2º Congresso Nacional da SDS, iniciado ontem, em Brasília.

O rompimento só não aconteceu por intervenção da candidata a vice na chapa de Serra, a deputada Rita Camata (PMDB). Rita articulou a indicação de um representante da SDS ao comitê de campanha e providenciou recursos e material para as mobilizações da central. “O PSDB é um partido muito arrogante”, criticou ontem o presidente da SDS, Enilson de Moura, o Alemão.

Jornal Midiamax