Geral

Amanhã é Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual Infantil

A Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) promove amanhã mobilização pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-juvenil. Cerca de 150 profissionais das áreas de saúde e direitos humanos estarão no centro de Campo Grande, distribuindo 5 mil folders e 3 mil fitinhas alertando a população sobre os abusos. Dados da Secretaria […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

A Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) promove amanhã mobilização pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-juvenil. Cerca de 150 profissionais das áreas de saúde e direitos humanos estarão no centro de Campo Grande, distribuindo 5 mil folders e 3 mil fitinhas alertando a população sobre os abusos.
Dados da Secretaria de Assistência Social apontam que em Campo Grande, de fevereiro de 2001 a abril deste ano, 436 crianças e adolescentes, entre zero e 18 anos, foram vítimas de abuso sexual e 150 de exploração sexual. Na maior parte dos casos, o agressor é alguém próximo, pertencente à família.
Vítimas de violência sexual tendem a apresentar desestruturação da personalidade, distúrbios psiquiátricos, psicológicos ou de conduta, depressão, baixa auto-estima, frigidez, impotência sexual, dificuldade de construir núcleo familiar, dependência química, entre outros problemas. O programa Sentinela, desenvolvido pela SAS e mantido pelo Fundo Nacional de Assistência Social, prestou 591 atendimentos psicossociais a jovens vítimas de abuso ou exploração sexual.
A campanha pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-juvenil acontece na esquina da avenida Afonsa Pena com a rua 14 de julho, das 8h às 11h. Participam também representantes da Secretaria Estadual de Saúde, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Promotoria e o Juizado da Infância e Juventude, conselhos tutelares, Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, Secretaria Estadual de Assistência Social, Cidadania e Trabalho e Uniderp.

Jornal Midiamax