Os títulos do Campeonato Carioca, da Copa Libertadores, e ainda o segundo lugar no Mundial de Clubes, renderam a Fernando Diniz uma boa visibilidade no continente europeu. Prova disso é que o jornal “Mundo Deportivo” colocou o comandante do Fluminense como o sétimo treinador de maior destaque na temporada de 2023.

Na lista de dez nomes elaborada pelo periódico, Fernando Diniz aparece como o único brasileiro a ganhar destaque. Todos os outros técnicos que foram citados trabalham no futebol europeu

E de fato o ano foi mesmo de brilho para o treinador. Após cumprir bons trabalhos em outras equipes, Diniz conseguiu conciliar bom futebol com títulos. Foi assim no Campeonato Carioca, quando goleou o Flamengo na segunda partida da final por 4 a 1.

Na Libertadores, o troféu veio com vitória na prorrogação sobre o Boca Juniors por 2 a 1. O chamado “ano mágico” do time das Laranjeiras só parou na final do Mundial de Clubes. Diante do Manchester City, o Fluminense acabou sendo derrotado por 4 a 0. Atualmente, ele ainda acumula o cargo de treinador da seleção brasileira nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2026.

Quem está no topo da lista dos dez melhores técnicos é Pep Guardiola. Com o Manchester City, ele vem empilhando troféus e aumentando sua coleção de títulos. Além do Mundial, o treinador espanhol comandou a equipe inglesa nas campanhas vitoriosas do Campeonato Inglês, da Liga dos Campeões, da Supercopa da Europa e ainda levantou a taça da Copa da Inglaterra.

Campeão Italiano com o Napoli, Luciano Spalleti aparece logo atrás de Guardiola. Na terceira colocação vem Simone Inzaghi, que perdeu o título da Liga dos Campeões justamente para o Manchester City.

Xabi Alonso, do Bayer Leverkusen, e Xavi Hernández, do Barcelona, aparecem em quarto e quinto lugares na lista. Na sexta posição, uma surpresa: Roberto de Zerbi, técnico do Brighton, ganhou destaque por classificar a sua equipe pela primeira vez para a Liga Europa.

Dando sequência à lista dos dez melhores treinadores, Edie Howe, do Newcastle, aparece na oitava colocação. Michel Sanches, do surpreendente Girona, surge em nono lugar, e Slot Arne, do Feyenoord é o décimo.