Vasco e Guarani fazem duelo intenso, mas sem gols diante de 33 mil em Manaus

| 19/05/2022
- 23:30
Vasco e Guarani fazem duelo intenso, mas sem gols diante de 33 mil em Manaus
Com o empate, o Vasco segue como único invicto da Série B (Foto: assessoria/Vasco)

O Vasco tentou, mas não conseguiu emplacar sua terceira vitória seguida na Série B do Brasileiro. Na noite desta quinta-feira, jogou com o Guarani na Arena da Amazônia, em Manaus (AM), e empatou sem gols pela oitava rodada. O jogo foi intenso até os minutos finais, com direito a bola na trave do time paulista e grandes defesas dos goleiros. A partida teve mando do Guarani, porque seu estádio, o Brinco de Ouro, em Campinas, passa por reforma.

Com o empate, o Vasco segue como único invicto da Série B, agora com 14 pontos, dentro da zona de acesso (G-4), em terceiro. Entretanto, pode perder a posição para o Bahia, que tem 13 e ainda joga. O Guarani está há cinco jogos sem perder, mas com quatro empates seguidos. Com oito pontos, aparece em 17º lugar, abrindo a zona de rebaixamento (Z-4).

Com apoio de mais de 33 mil torcedores, o Vasco se sentiu em casa, mas o Guarani também ficou à vontade. O começo do jogo foi muito movimentado e com entrega de ambas as partes, mas sem chances perigosas. O primeiro a assustar foi o Guarani com dois lances em sequência. Júlio César e Diogo Mateus chutaram de fora da área e exigiram defesas de Thiago Rodrigues.

Nos minutos seguintes, o Vasco também exerceu pressão e agitou ainda mais a torcida. A principal chegada carioca foi na bola área. Após cruzamento, a bola ficou com Andrey , que chutou de primeira e levou muito perigo.

As chances mais perigosas, contudo, foram mesmo do Guarani. Dentro da área, Giovanni Augusto chutou e acertou a trave. No rebote, Ernando cabeceou, a bola desviou em Lucão do Break, mas Thiago Rodrigues voltou a salvar o Vasco.

A partida continuou bem disputada na etapa final, mas com menos chances. O Vasco foi o primeiro a chegar com perigo com Raniel, que cabeceou bem após cobrança de escanteio e levou perigo. O Guarani respondeu com Diogo Mateus, que pegou rebote de cruzamento dentro da área e acertou a rede pelo lado de fora.

As principais chegadas do segundo ocorreram na parte final O Guarani teve falta perigosa, mas Giovanni Augusto mandou por cima. O Vasco respondeu com cabeçada de Raniel e também com Erick, que deu de costas na bola, e quase marcou, se não fosse grande defesa de Maurício Kozlinski. O Guarani ainda teve chegadas com Nicolas Careca e Ronald, mas o placar terminou mesmo zerado, apesar da intensidade dos dois times.

O Vasco é o primeiro a voltar a campo, pela nona rodada. Recebe o Brusque, na próxima quinta-feira, às 19h, em São Januário, no Rio (RJ). O Guarani joga só no sábado (28), às 19h, quando visita o Sampaio Corrêa, no Estádio Castelão, em São Luís (MA).

FICHA TÉCNICA

GUARANI 0 X 0 VASCO

GUARANI - Maurício Kozlinski; Diogo Mateus, Ernando (Leandro Castan), Ronaldo Alves e Matheus Pereira; Leandro Vilela (Silas), Madison e Giovanni Augusto; Bruno José (Yago), Lucão do Break (Nicolas Careca) e Júlio César (Ronald). Técnico: Ben-Hur Moreira (interino).

VASCO - Thiago Rodrigues; Gabriel Dias, Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Juninho (Matheus Barbosa), Andrey Santos (Isaque) e Bruno Nazário (Palacios); Gabriel Pec, Raniel (Getúlio) e Figueiredo (Erick). Técnico: Zé Ricardo.

ÁRBITRO - Paulo Roberto Alves Junior (PR).

CARTÕES AMARELOS - Maurício Kozlinski, Matheus Pereira e Madison (Guarani). Thiago Rodrigues, Gabriel Dias, Quintero, Matheus Barbosa e Palacios (Vasco).

RENDA - R$ 2.801.270,00.

PÚBLICO - 33.048 presentes.

LOCAL - Arena da Amazônia, em Manaus (AM).

Veja também

O Guarani perdeu mais um duelo direto contra a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro...

Últimas notícias