São Paulo supera Ayacucho na estreia da Sul-Americana com gol de pênalti no fim

Focado no Brasileirão, Rogério Ceni optou por utilizar atletas reservas (Foto: Assessoria/SPFC)
| 07/04/2022
- 23:24
São Paulo supera Ayacucho na estreia da Sul-Americana com gol de pênalti no fim

O teve dificuldades para superar o peruano Ayacucho, nesta quinta-feira, na estreia da Copa Sul-Americana. A partida teve um primeiro tempo eletrizante, com direito a quatro gols e virada em menos de 25 minutos. A etapa complementar, no entanto, contou com nível técnico baixíssimo e se salvou graças ao gol de Luciano, de pênalti, que garantiu a vitória tricolor por 3 a 2, em Lima.

Focado no Brasileirão, optou por utilizar atletas reservas. Se o objetivo era encontrar soluções no elenco, o desempenho da equipe trouxe mais preocupações. Não houve destaques importantes na partida. O treinador perdeu a paciência diversas vezes na área técnica. Somente Luciano provou que pode ser útil no restante da temporada.

O jogo começou do jeito que o São Paulo queria. Após uma sequência de escanteios cobrados por Reinaldo, o time tricolor conseguiu a abertura do marcador com Arboleda logo aos 4 minutos O placar favorável não fez os comandados de Rogério Ceni descansarem. O São Paulo persistia em jogadas de bola parada. A pressão, no entanto, gerou espaços. Aos 7 minutos, Techera, o craque do Ayacucho, foi lançado pela ponta direita e encontrou Barrios, que tocou na saída de Tiago Volpi e igualou o marcador em Lima.

Techera mostrava o porquê de ser considerado o melhor jogador da equipe peruana. O uruguaio trouxe muitas dificuldades para Miranda. Aos 20 minutos, o zagueiro precisou pará-lo com falta na lateral da grande área. Techera cobrou direto para o gol, Volpi falhou, e o Ayacucho virou o duelo.

A resposta são-paulina chegou rapidamente. Em cobrança de escanteio, aos 23, Miranda se redimiu e, de cabeça, deixou o placar em 2 a 2. O jogo completamente aberto deixava o cenário imprevisível. Nenhuma das duas equipes controlava a partida. Todas as chances levavam perigo à meta adversária. O primeiro tempo terminou com o São Paulo dominando o campo de ataque do adversário, mas Techera no último minuto passou perto de fazer um gol olímpico.

O segundo tempo começou com outra rotação, apesar de o time de Rogério Ceni pressionar no campo de ataque. Com isso, o Ayacucho apostava nos contragolpes. Até os 25 minutos, o São Paulo criou apenas uma boa oportunidade de se colocar novamente à frente. O controle do jogo por parte do time tricolor tornou a partida morna e sonolenta. Ceni, à beira de campo, implorava para que seus comandados movimentassem a bola com mais velocidade.

Com algumas substituições, o São Paulo tentava ser mais efetivo, mas a bola custava a chega em boas condições para a finalização. A equipe brasileira reclamou de pênalti em duas ocasiões, porém a arbitragem optou por deixar o jogo seguir. Lembrando que não há VAR durante a fase de grupos da Copa sul-americana. Minutos depois, Juan foi derrubado na grande área, e o juiz marcou a penalidade. Luciano cobrou e deixou o São Paulo em vantagem.

O próximo compromisso do São Paulo será diante do Athletico-PR, na 1ª rodada do Campeonato Brasileiro, no domingo, às 19h, no Morumbi. Já pela Copa Sul-Americana, o time tricolor volta a campo na quinta-feira, às 19h15, contra o chileno Everton, novamente em seu estádio.

FICHA TÉCNICA

AYACUCHO 2 x 3 SÃO PAULO

AYACUCHO - Espinoza; Salazar, Quina e Toledo; Parodi (Romaní), Guidino, Barrios (Páucar) e Chávez (Magallanes); Techera, Morales (Gonzáles) e Royón (Arce). Técnico: Alejandro Apud

SÃO PAULO - Volpi; Moreira (Igor Vinícius), Arboleda, Miranda e Reinaldo; Luan (Gabriel), Patrick (Juan) e Andrés Colorado (Talles); Rigoni, Marquinhos (Toró) e Luciano. Técnico: Rogério Ceni.

GOLS - Arboleda, aos 3, Barrios, aos 7, Techera, aos 20 e Miranda, aos 23 minutos do primeiro tempo; Luciano (pênalti), aos 42 minutos do segundo tempo.

JUIZ - Augusto Aragón (EQU).

CARTÕES AMARELOS - Guidino, Morales, Salazar, Toledo e Magallanes (Ayacucho); Luciano e Marquinhos (São Paulo).

CARTÕES VERMELHOS - Salazar (Ayacucho).

PÚBLICO E RENDA - Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL - Estádio Nacional de Lima (Peru).

Veja também

Seletiva vai levar as três melhores duplas para o Nacional

Últimas notícias