Santos para na retranca do Goiás e perde chance de voltar ao topo do Brasileirão

Com o revés, a equipe do técnico Fabián Bustos segue com dez pontos e está a uma posição da classificação do G-4 da competição
| 15/05/2022
- 20:50
Santos
Imagem ilustrativa - (Foto: Divulgação/Santos)

Embalado pelas recentes vitórias diante do Cuiabá (Brasileiro) e Coritiba (Copa do Brasil), o Santos acabou travado pelo neste domingo, no estádio da Serrinha, e teve de amargar a derrota por 1 a 0. O resultado impediu o time da Vila de se igualar ao líder Corinthians no topo da classificação do Campeonato Brasileiro. Com o revés, a equipe do técnico Fabián Bustos segue com dez pontos e está a uma posição da classificação do G-4 da competição.

O triunfo foi o primeiro do Goiás dentro de seus domínios e a segunda vitória seguida do time do centro-oeste que soma agora oito pontos.

Após o compromisso deste domingo, o Santos volta as suas atenções para a Copa Sul-Americana. Segundo colocado no Grupo C, com sete pontos, o time da Vila Belmiro recebe o líder Union La Carrera nesta quarta-feira.

Já pela próxima rodada do Campeonato Brasileiro, as duas equipes voltam a campo no sábado. O time paulista recebe o Ceará enquanto o Goiás terá a missão de jogar contra o no Rio.

Na partida, o Goiás foi surpreendido pela postura ofensiva do Santos, que procurou trocar passes no campo de ataque. Ainda no início, Marcos Leonardo perdeu boa chance em jogada de Jhojan Julio.

O Goiás não se intimidou, também foi para cima e a partida ganhou em intensidade. A equipe esmeraldina forçou o jogo pelas extremas, e foi uma jogada pela direita, que o gol da vitória nasceu. Apodi recebeu um cruzamento, teve a liberdade de fazer o giro e acabou derrubado por Velazquez. Elvis bateu rasteiro, deslocou o goleiro, e fez 1 a 0 aos 18min.

O Goiás recuou o time, deu o campo para o Santos trabalhar, e passou a utilizar o contra-ataque. Apesar de ter espaço e mais posse de bola, os paulistas não conseguiram ameaçar o gol do adversário.

Somente no final, em duas chances quase que seguidas, o empate esteve por acontecer. Primeiro com Ângulo, que atravessou a bola da direita para esquerda na área inimiga. Lucas Pires chutou forte de esquerda e Tadeu apareceu bem. Depois foi a vez de Vinícius Zanocelo chutar da entrada da área, a bola desviou na zaga e quase enganou o goleiro do Goiás.

No retorno do intervalo, o Santos seguiu na sua estratégia de pressão, mas esbarrou no preciosismo no momento de definir as jogadas. Fabián Bustus sacou Marcos Leonardo e Vinícius Zanocelo para as entradas de Rwan e Sandry, mas o time seguiu com dificuldades para furar o esquema defensivo do Goiás.

A velocidade de Apodi que passou a ser acionado nas escapadas de contra-ataque, o Goiás teve pelo menos duas chances de ampliar a vantagem no placar.

Precisando de um definidor, o treinador santista colocou, Ricardo Goulart entrou na metade do segundo tempo na vaga de Léo Baptistão. O jogador, que perdeu espaço na Vila Belmiro passou a incomodar a defesa do Goiás.

Aos 32min, o Santos até balançou a rede, mas o gol foi invalidado pelo VAR por impedimento de Madson após lançamento de Sandry.

Apesar do susto, o Goiás conseguiu controlar o ímpeto santista, tocou a bola e tentou esfriar a partida cadenciando o ritmo. Bustos colocou ainda Gabriel Pirani na equipe, mas o Santos ficou só nas bolas alçadas na área sem sucesso. O Goiás ainda perdeu chance incrível em chute de Felipe Bastos que João Paulo defendeu. O jogo se transformou num ataque contra defesa, mas no final, a derrota santista de 1 a 0 acabou mantida.

Veja também

Últimas notícias