Esportes

Internacional anuncia o uruguaio Alexander Medina como o novo técnico

Medina teve longa trajetória como atacante no futebol sul-americano e europeu

Agência Estado Publicado em 27/12/2021, às 23h59

None
Foto: Divulgação/ CP

Alexander Medina é o novo técnico do Internacional. O técnico uruguaio, de 43 anos, assinou contrato até o final de 2022 e vem do Talleres da Argentina, equipe na qual estava desde 2019. Outras equipes tinham interesse no trabalho do profissional.

Natural de Salto, Medina teve longa trajetória como atacante no futebol sul-americano e europeu, época em que ganhou o apelido de Cacique, até iniciar a carreira como treinador em 2016. No Nacional do Uruguai foi campeão do Torneio Apertura e do Intermédio.

No Talleres, Medina foi responsável por um grande trabalho e pela mudança de patamar no time argentino, após período de dez anos fora da primeira divisão. Com o uruguaio no comando, a equipe se classificou pela primeira vez em sua história para a Copa Sul-Americana, foi terceiro colocado no Campeonato Argentino de 2021, melhor posição desde 1977, e foi pela primeira vez finalista da Copa Argentina, perdendo para o Boca Juniors nos pênaltis, melhor campanha da história. Também assegurou classificação para a terceira Libertadores do clube, em 2022.

Além do crescimento nos resultados, o Talleres fez três das suas maiores vendas na história com as negociações do atacante Nahuel Bustos, do meio-campista Federico Navarro e do defensor Piero Hincapié, jovens oriundos da base aproveitados por Medina.

Medina chega para substituir Diego Aguirre, que tinha contrato até 2022, mas saiu em 15 de dezembro, após no Brasileirão a equipe gaúcha ficar apenas a 12ª colocada. O Inter sonhou com Eduardo Coudet e sondou Juan Pablo Vojvoda, do Fortaleza, mas abriu negociações com Medina e o português Paulo Sousa, que acabou acertando com o Flamengo.

Medina será o quarto treinador da gestão do presidente Alessandro Barcellos. Ele iniciou com Abel Braga, que já estava no clube para fechar o Brasileirão de 2020. Este ano, o espanhol Miguel Ángel Ramírez assumiu, mas ficou apenas 101 dias no clube, antes de ser substituído por Aguirre.

Jornal Midiamax