Esportes

Com um a mais, Chile empata com Equador fora e perde chance de reagir

Com apenas uma vitória na competição até agora, o time chileno soma sete pontos, fora da zona de classificação para o Mundial do Catar

Estadão Conteúdo Publicado em 05/09/2021, às 20h44

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - (Foto: Divulgação/Conmebol)

A seleção do Chile desperdiçou chance preciosa para voltar a vencer nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022. Jogando em Quito, contou com um jogador a mais durante a maior parte do segundo tempo, mas não conseguiu passar do 0 a 0 com o Equador, na noite deste domingo, em jogo atrasado da sexta rodada.

Com apenas uma vitória na competição até agora, o time chileno soma sete pontos, fora da zona de classificação para o Mundial do Catar. Já o Equador tem 13 e segue na briga pelas primeiras posições da tabela.

Vindo de uma dolorosa derrota para o Brasil, na quinta-feira, a seleção do Chile voltou a fazer uma apresentação abaixo do esperado, principalmente no primeiro tempo. A equipe de Vidal e companhia foi dominada pelo Equador nos primeiros minutos e só passou a levar perigo ao gol defendido por Galíndez na reta final da etapa.

Paulo Díaz, aos 33, e Meneses, aos 42, quase abriram o placar. Antes, o time da casa ameaçara com boas oportunidades de Sornoza, ex-Corinthians e Fluminense, e Moisés Caicedo, aos 11 e aos 14 minutos, respectivamente.

Aos 35, coincidindo com o melhor momento chileno na partida, o Equador sofreu um revés inesperado. O goleiro Galíndez sentiu uma lesão muscular e deixou o gramado mais cedo, para entrada do reserva Ortíz.

O segundo tempo começou mais movimentado, com chances para ambos os lados. O goleiro Bravo precisou trabalhar duas vezes em apenas três minutos para evitar o gol equatoriano. Moisés Caicedo foi o protagonista dos dois lances perigosos. Vidal respondeu, aos 10, sem tanto perigo.

E, novamente, quando vivia bom momento na partida, o Equador encarou novo revés. Sornoza fez falta dura em Baeza e levou o cartão vermelho direto, deixando a seleção da casa com apenas 10 jogadores em campo.

Para tentar aproveitar a vantagem numérica, o técnico chileno Martín Lasarte fez quatro substituições quase ao mesmo tempo. Mudou o meio-campo e o ataque. A estratégia quase deu certo, mas Vidal desperdiçou chance incrível aos 42 minutos, praticamente assegurando o 0 a 0 no placar.

Jornal Midiamax