Esportes

Badminton: Fabiana Silva perde para sino-americana e deixa Olimpíada

Brasileira precisava vencer por boa margem, mas caiu ante 14ª do mundo

Agência Brasil Publicado em 27/07/2021, às 23h15

Fabiana iniciou a partida nervosa e sem conseguir alternar as jogadas
Fabiana iniciou a partida nervosa e sem conseguir alternar as jogadas - Foto: Leonhard Foeger/ Reuters

O aniversário de 33 anos não foi comemorado por Fabiana Silva como o esperado. Nesta quarta-feira (27), a fluminense se despediu do torneio feminino de badminton da Olimpíada de Tóquio (Japão) ainda na primeira fase ao perder da chinesa naturalizada norte-americana Beiwen Zhang por 2 sets a 0, com parciais de 9/21 e 10/21, no Parque Florestal Musashino.

Número 69 no ranking da Federação Internacional da modalidade (IBF, sigla em inglês), Fabiana precisava vencer a rival (14ª do mundo) sem perder sets e com uma diferença maior que 14 pontos para ficar à frente na classificação do Grupo H. Na última segunda-feira (26), a brasileira havia sido superada pela ucraniana Marija Ulitina (95ª) por 2 a 0 (14/21 e 20/22), resultado que dificultou a missão para a última rodada da primeira fase.

Fabiana iniciou a partida nervosa e sem conseguir alternar as jogadas. A sino-americana se aproveitou para abrir oito pontos de vantagem rapidamente. A brasileira esboçou reação, forçou erros da adversária e reduziu a diferença para cinco pontos, mas Zhang se recuperou e, mesmo com mais trabalho para definir os pontos, fechou o primeiro set em apenas 12 minutos. A segunda parcial começou parelha, com Fabiana à frente, só que o equilíbrio dos primeiros pontos sucumbiu diante da melhor variação de golpes da rival.

Apesar de ser a segunda Olimpíada da carreira de Fabiana, foi a primeira vez que ela competiu. Nos Jogos de 2016 (Rio de Janeiro), a fluminense integrou a seleção brasileira como reserva.

O badminton brasileiro segue representado no torneio masculino. Nesta quinta-feira (28), às 7h20 (horário de Brasília), Ygor Coelho, número 49 do mundo, enfrenta o japonês Kanta Tsuneyama (13º) em confronto direto pela vaga do Grupo I à segunda fase. O carioca de 24 anos estreou na última terça-feira (26) com vitória por 2 sets a 0 sobre Georges Paul, da Mauritânia (84º), com parciais de 21/5 e 21/16.

Jornal Midiamax