Esportes

Seleção de vôlei disputa neste sábado semifinal dos jogos Pan-Americanos no Peru

Com resultado positivo após um jogo de muito equilíbrio e disputa contra os Estados Unidos, a Seleção Brasileira masculina de vôlei está na semifinal dos jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Na noite deste sábado (3), a equipe brasileira terá como adversaria a seleção de Cuba, na busca por uma vaga na grande decisão. A partida […]

Andreza Nunes Publicado em 03/08/2019, às 09h15

None

Com resultado positivo após um jogo de muito equilíbrio e disputa contra os Estados Unidos, a Seleção Brasileira masculina de vôlei está na semifinal dos jogos Pan-Americanos de Lima 2019. Na noite deste sábado (3), a equipe brasileira terá como adversaria a seleção de Cuba, na busca por uma vaga na grande decisão. A partida será às 19h30 (MS), com transmissão da Record e do SporTV 2. A outra semifinal será entre Argentina e Chile.

A seleção brasileira masculina de vôlei enfrentou dificuldades, mas, nesta última sexta-feira (2), garantiu sua terceira vitória no campeonato, desta vez de virada, por 3 sets a 2 (23/25, 21/25, 25/17, 25/19 e 15/9), se classificando em primeiro do grupo.

O Brasil está nos Jogos Pan-Americanos com os levantadores Thiaguinho e Carísio; os opostos Aboubacar e Felipe Roque; os centrais Éder, Cledenilson e Matheus; os ponteiros Lucas Lóh, Kadu, Honorato e Rodriguinho, e o líbero Rogerinho.

Para o jogo da semifinal a equipe masculina venceu os Estados Unidos, enfrentou dificuldades mas superou limites garantindo a partida.  Teve como destaque de maior pontuador o ponteiro Lucas Lóh, marcando 19 pontos.

“A palavra que define o jogo é superação. Enfrentamos um momento dificílimo, perdendo por 2 a 0, e acho que buscamos naquilo que somos melhores: na garra, no coração, na vibração. Essa é uma grande qualidade desse grupo, dessa garotada que vem querendo conquistar espaço e muitas vezes vai ter que ser desta forma. O grupo inteiro está de parabéns por não ter desistido em momento algum do jogo. Fica a lição”, disse Lucas Lóh.

Outro jogador desta posição, Kadu entrou ao longo do jogo e com uma virada de bola eficiente, colaborou com 15 pontos para a vitória.

“Nosso time começou bem agressivamente, mas faltou paciência do meio para o final para conseguir fechar o set. Depois de perder os dois primeiros, conversamos para mudar isso, começamos a sacar flutuante, quebrar o passe dele e o nosso ataque agressivo mudou o jogo. Quando estava 2 a 2, já estávamos classificados, mas sempre entramos em quadra para ganhar e queríamos a vitória”, afirmou Kadu.

O técnico da seleção brasileira, Marcelo Fronckowiak, comentou o desempenho da equipe e a forma como a virada no placar foi garantida.

“Importante que classificamos e que soubemos sair de uma situação em que estávamos a beira do precipício e com os Estados Unidos jogando maravilhosamente bem. Nós jogamos abaixo os dois primeiros sets e resolvemos em uma situação tática, mudando o saque, diminuindo a ansiedade e isso foi fundamental”, analisou Fronckowiak.

Na sequência, a seleção terá o importante compromisso de disputar o Pré-Olímpico, que vai acontecer nos dias 9, 10 e 11 de agosto, em Varna, na Bulgária. O grupo do Brasil ainda conta com Porto Rico, Egito e Bulgária. Apenas um conseguirá a vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

JOGOS PAN-AMERICANOS

31.07 (QUARTA-FEIRA) – Brasil 3 x 1 México, às 22h30 (Horário de Brasília) (25/23, 25/19, 22/25 e 25/22)

01.08 (QUINTA-FEIRA) – Brasil 3 x 1 Chile, às 22h30 (Horário de Brasília) (25/18, 22/25, 25/16 e 25/17)

02.08 (SEXTA-FEIRA) – Brasil 3 x 2 Estados Unidos, às 22h30 (Horário de Brasília) (23/25, 21/25, 25/17, 25/19 e 15/9)

Semifinal

03.08 (SÁBADO) – Brasil x Cuba, às 20h30 (Horário de Brasília) – RECORD E SPORTV 2.

Jornal Midiamax