Esportes

Internacional sai na frente, mas cede empate para o River Plate

GazetaEsportiva O Internacional empatou nesta quarta-feira com o River Plate por 2 a 2 no Beira-Rio pela terceira rodada do Grupo A da Libertadores. Tudo apontava para um triunfo, pois o Colorado abriu vantagem de dois gols, mas os argentinos não desistiram e conseguiram atingir a igualdade. Os gols foram marcados Nico López e Edenílson, […]

Diego Alves Publicado em 03/04/2019, às 21h27

Foto: Itamar Aguiar/AFP
Foto: Itamar Aguiar/AFP - Foto: Itamar Aguiar/AFP

GazetaEsportiva

O Internacional empatou nesta quarta-feira com o River Plate por 2 a 2 no Beira-Rio pela terceira rodada do Grupo A da Libertadores. Tudo apontava para um triunfo, pois o Colorado abriu vantagem de dois gols, mas os argentinos não desistiram e conseguiram atingir a igualdade. Os gols foram marcados Nico López e Edenílson, enquanto Lucas Pratto e De La Cruz.

Houve quebra de recorde público após a remodelação do seu estádio para a Copa do Mundo de 2014. Com o resultado, o Inter segue na liderança com sete pontos. E os Millonarios estão em terceiro lugar com três pontos.

Na próxima rodada o Internacional recebe no dia 09, terça, o Palestino, às 21h30 (horário de Brasília), no Beira-Rio. Já na quarta-feira o River Plate enfrenta o Alianza Lima, às 19h00 (de Brasília) no Monumental de Núñez.

Pela semifinal do Gaúcho, o Inter pega no sábado o Caxias, às 16h30 (de Brasília), no Beira-Rio. Na partida de ida, o Colorado venceu por 2 a 1, joga pelo empate ou até por derrota de 1 a 0 para chegar a final do Campeonato Gaúcho. Enquanto o time grená precisa vencer por dois gols de diferença ou pode avançar desde que derrote os vermelhos a partir de 3 a 2. Caso devolva o mesmo placar a vaga será decidida nas penalidades.

Os argentinos começaram pressionando, enquanto o Colorado especulou as jogadas de contra-ataque. Com o passar do tempo, o Internacional se soltou para o setor ofensivo. Aos 12, Angileri cruzou, Dourado tentou cortar, mas mandou para trás. Atento, Lomba segurou.

A equipe vermelha não havia levado perigo a meta de Lux, porém quando chegou foi mortal. Aos 17, após bola afastada pela defesa, Iago cruzou, a bola desviou e Nico López mandou para o fundo das redes.

No contra-ataque os donos da casa foram mortais e ampliaram o placar. Aos 30, Edenílson recebeu de Dourado, deu um lençol no adversário, disparou e ao perceber a chegada de Pinola , chutou no contrapé de Lux e aumentou a vantagem. Aos 31, o lateral-direito Bruno sentiu a virilha e foi substituído por Zeca.

Em uma cobrança de falta do River, aos 39, Edenílson colocou a mão na bola após a falta cobrada por Cristian Ferreira e a arbitragem apitou pênalti. Aos 41, Lucas Pratto bateu no canto esquerdo de Lomba que saltou para o direito. O Colorado retomou o controle da partida, porém o River se mostrou um time perigoso.

Na etapa inicial foi um confronto bem disputado com o River iniciando em cima, mas depois o Internacional se mostrou mais objetivo e abriu vantagem. Por sua vez, o River nunca desistiu e conseguiu diminuir o placar.

Correndo atrás do prejuízo o técnico Marcelo Gallardo voltou com duas mudanças no segundo tempo. Saíram Lucas Martínez e Cristian Ferreira para as entradas de Mayada e Nicolas De La Cruz. Necessitando do resultado o River se soltou e o Inter ficou postado na defesa.

Sem conseguir manter a mesma intensidade, o Colorado cedeu espaços para os argentinos que lutam para buscar o empate. Aos 15, De La Cruz cobrou falta com perfeição, mandou no ângulo direito de Lomba, que voou, mas não alcançou. As alterações feitas pelo treinador argentino surtiram efeito e complicou a vida dos vermelhos no Beira-Rio.

Muito liso e rápido o Nicolas De La Cruz que está dando trabalho a defesa vermelha. Já Wellington Silva entrou bem no jogo e conseguiu fazer com que o Internacional retomasse o equilíbrio. Aos 29, Nico López recebeu na direita, limpou e chutou, mas a bola saiu.

A reta final as duas equipes tentaram fazer o terceiro gol, porém o resultado permaneceu sem alteração. Mesmo com os desfalques os argentinos demonstraram porque conquistaram a Libertadores no ano passado e de forma justa chegaram ao empate. O Internacional perdeu intensidade e foi vitimado na bola parada.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 2 X 2 RIVER PLATE

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre-RS

Data:  03 de abril (quarta-feira)

Horário: 19h15(de Brasília)

Árbitro: Esteban Ostojich (URU)

Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Richard Trinidad (URU)

Renda:  R$2.228.646,00

Público Total: 47.012

Cartão amarelo: D´Alessandro, Edenílson, Nico López, Rodrigo Dourado (Internacional), Lucas Martínez, De La Cruz, Montiel, Mayada (River Plate)

Gol: Nico López (Internacional), aos 17 minutos, Edenílson (Internacional), aos 30 minutos, Lucas Pratto (River Plate), aos 41 minutos do primeiro tempo e De La Cruz (River Plate), aos 15 minutos do segundo tempo.

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba, Bruno (Zeca), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago, Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick e D´Alessandro (Wellington Silva), Nico López e Rafael Sobis (Guilherme Parede).

Técnico: Odair Hellmann

RIVER PLATE: Lux, Montiel, Rojas, Martínez (Mayada), Pinola e Angileri, Zuculini, Enzo Pérez, Ignacio Fernández e Cristian Ferreira (Nicolas De La Cruz), Borré (Matías Suárez) e Lucas Pratto.

Técnico: Marcelo Gallardo

Jornal Midiamax