Esportes

Hernanes marca, São Paulo derrota o São Bento e volta a vencer no Paulista

Depois de dois jogos, o São Paulo voltou a vencer no Campeonato Paulista. Na tarde deste domingo, no Pacaembu, a equipe derrotou o São Bento por 1 a 0, com um belo gol de Hernanes. Mesmo com um time alternativo visando a estreia na Conmebol Libertadores, quarta-feira, fora de casa, contra o Talleres, da Argentina, […]

Da Redação Publicado em 03/02/2019, às 18h42 - Atualizado às 18h43

Foto: EDUARDO CARMIM/PHOTO PREMIUM / Lance!
Foto: EDUARDO CARMIM/PHOTO PREMIUM / Lance! - Foto: EDUARDO CARMIM/PHOTO PREMIUM / Lance!

Depois de dois jogos, o São Paulo voltou a vencer no Campeonato Paulista. Na tarde deste domingo, no Pacaembu, a equipe derrotou o São Bento por 1 a 0, com um belo gol de Hernanes.

Mesmo com um time alternativo visando a estreia na Conmebol Libertadores, quarta-feira, fora de casa, contra o Talleres, da Argentina, o Tricolor contou com o Profeta para resolver e embalar. Destaque negativo foi para a arbitragem, que se envolveu em polêmicas.

Estudos e Estudos

Os minutos iniciais da partida foram de estudo de ambas as equipes. Aos poucos, o volume da velocidade e da criação no meio de campo foram em uma crescente e as chances, então, apareciam. No São Bento, Ewerton Páscoa aos oito levou certo perigo, enquanto o São Paulo respondia com Bruno Alves.

Anulado

O São Bento tentava explorar os contra-ataques, já que o São Paulo estava em campo com um time alternativo visando a Libertadores na quarta-feira. E em um destes lances, a equipe chegou ao gol – anulado pela arbitragem por impedimento, em lance difícil diga-se de passagem. Alecsandro fez o pivô para Alex Maranhão, que estufaria as redes.

Henal e os milagres
No fim do primeiro tempo e no início da etapa final, Henal, goleiro do São Bento, entrou em ação e se destacou com defesas importantes. Antes do intervalo, o arqueiro espalmou em tentativa de Hernanes. Na volta, no minuto inicial, em um bate-rebate, Henal espalmou em chegada de Carneiro e Antony, no rebote, também tentou, mas o goleiro salvou.

Trave de cá, gol de lá

O volume do segundo tempo foi maior e os lances de perigo também. O São Bento quase abriu o marcador aos sete, quando acertou o travessão em chegada de Edson Ratinho. O São Paulo teve maior sorte e Hernanes, aos 14, marcou – e um golaço, por sinal. A qualidade do Profeta é indiscutível e ele só tem a ajudar ao longo da temporada, Tricolor 1 a 0.

Emoção até o fim

Até o fim, o jogo manteve o ritmo e a emoção. O árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araujo errou ao marcar um pênalti aos 48, quando a bola bateu no ombro de João Paulo, do São Bento. Mas já diriam os deuses do futebol, pênalti quando não é, não entra e foi o que ocorreu, quando Jonatan Gomez parou no goleiro Henal. Vitória do São Paulo, merecida, apesar da polêmica arbitragem.

(*) Informações com o Terra.

Jornal Midiamax