Esportes

Fluminense estreia na Taça Rio com goleada sobre o Bangu

Bangu, não demonstrou ser a equipe do primeiro turno 

Diego Alves Publicado em 21/02/2018, às 20h51

None

Bangu, não demonstrou ser a equipe do primeiro turno 

Uma estreia com o pé-direito. Diferentemente do que aconteceu na Taça Guanabara, o Fluminense começou a Taça Rio com uma vitória convincente. Sob a batuta de Marcos Júnior, o time de Abel Braga bateu o Bangu por 4 a 0, tendo dominado o segundo tempo, quando estava com um a mais. Marcos Júnior, duas vezes, Pedro e Marlon Freitas balançaram a rede.Fluminense estreia na Taça Rio com goleada sobre o Bangu

O Bangu, por outro lado, não demonstrou ser a equipe do primeiro turno do Carioca – quando chegou à semifinal – e teve poucas oportunidades durante o confronto.

A partida ainda teve uma polêmica. Jogadores do Bangu reclamaram de pênalti não marcado em Nilson.

Esquema

Mantendo o 3-5-2, o Flu iniciou comandando as ações, avançando bem com os alas e criando boas chances – as principais com Gilberto. Depois, porém, deixou espaços e viu o Bangu dar certo trabalho, principalmente em investidas pelo lado direito.

Chances

Cada time teve uma oportunidade clara no primeiro tempo: o Bangu, com Almir, que apareceu sozinho na área e cabeceou para fora. Já o jovem Pedro, também de cabeça, desperdiçou para o tricolor. Sornoza cobrou uma falta na trave, no último lance.

Foi ou não foi?

A etapa inicial teve polêmica. O atacante Nilson dominou na área e, ao tentar girar, se embolou com o zagueiro Gum e foi ao chão, mas o árbitro mandou a partida seguir.

Vantagem

Com uma a mais – Michel foi expulso no fim do primeiro tempo -, Abel tirou o zagueiro Renato Chaves e colocou o atacante Robinho, passando a usar o 4-3-3.

Brilhou

A mudança fez com que Marcos Júnior ficasse mais solto em campo. O camisa 35 abriu o placar com um gol de cabeça e fez o segundo em chute da entrada da área – chegou a cinco gols nesta temporada.

No fim

Em desvantagem no número de jogadores, o Bangu não conseguia demonstrar força para, ao menos, empatar. Pior, Célio Gabriel falhou e Pedro fez o terceiro. Já no fim, Marlon passou para Marlon Freitas fechar o placar.

FICHA TÉCNICA:

BANGU 0X4 FLUMINENSE

Estádio: Moça Bonita, em Bangu (RJ)

Data: 21/2/2018 – 16h30

Árbitro: Daniel de Sousa Macedo (RJ)

Assistentes: Luiz Antonio Muniz de Oliveira (RJ) e Millena Cristina Barros Santos (RJ)

Cartões amarelos: Nilson, Rodney (BAN)

Cartões vermelhos: Michel (BAN)

Gols: Marcos Junior (2’/2ºT) (0-1), Marcos Junior (6’/2ºT) (0-2), Pedro (29’/2ºT) (0-3), Marlon Freitas (39’/2ºT) (0-4)

BANGU: Célio Gabriel; Valdir, Oliveira, Michel, Guilherme, Magno, Rodney, Almir (Anderson Penna – 1’/2ºT), Leo Jesus (Marcos Júnior – 1’/2ºT), Everton Sena, Nilson (Anderson Lessa – 21’/2ºT). Técnico: Alfredo Sampaio.

FLUMINENSE: Júlio César; Gum, Renato Chaves (Robinho – 1’/2ºT), Ibañez; Gilberto, Richard (Reginaldo – 31’/2ºT), Jadson, Sornoza, Marlon; Marcos Junior (Marlon Freitas – 25’/2ºT), Pedro. Técnico: Abel Braga.

Jornal Midiamax