Flu perde para Nacional Potosí, mas avança na Sul-Americana

O Fluminense sofreu, perdeu por 2 a 0 para o Nacional Potosí, no Estádio Víctor Agustín Ugarte, mas avançou à segunda fase da Copa Sul-Americana. Depois de abrir uma ótima vantagem de 3 a 0 na ida, o Tricolor levou o confronto na altitude de quatro mil metros na emoção, mas garantiu a vaga. A […]
| 11/05/2018
- 02:58
Flu perde para Nacional Potosí, mas avança na Sul-Americana

O Fluminense sofreu, perdeu por 2 a 0 para o Nacional Potosí, no Estádio Víctor Agustín Ugarte, mas avançou à segunda fase da Copa Sul-Americana. Depois de abrir uma ótima vantagem de 3 a 0 na ida, o Tricolor levou o confronto na altitude de quatro mil metros na emoção, mas garantiu a vaga.

A equipe de Abel Braga mostrou claro desgaste pelas condições adversas e jogou praticamente o segundo tempo inteiro na defesa. Os bolivianos foram para cima, mas não conseguiram marcar pelo menos mais um gol para levar o duelo aos pênaltis.

Problema na altitude

O atacante Marcos Junior apresentou indisposição com o efeitos da altitude antes do confronto e foi cortado da relação da partida pelo técnico Abel Braga. Quem entrou em seu lugar foi o jovem Pablo Dyego.

Primeiro tempo

Precisando apenas controlar a partida, o Flu fez um primeiro tempo com mais cautela e, apesar de criar algumas oportunidades, sofreu com as bolas rápidas dos adversários. A equipe de Abel Braga ficou com muita dificuldade de manter a posse de bola e errou passes bobos, ficando mais exposta.

Faltou qualidade

O Nacional Potosí ficou mais tempo com a bola no pé e teve alguns bons chutes ao gol. No entanto, a falta de qualidade para finalizar e as boas defesas do goleiro Júlio César impediram que os bolivianos abrissem o placar. O Potosí faz marcação alta e dificulta a troca de passes tricolor.

Gol aos seis e pênalti

Logo na volta da segunda etapa, o Fluminense se complicou demais. Primeiro, aos seis minutos, Reina recebeu no espaço entre Marlon e Frazan e bateu cruzado para vencer Júlio César, abrindo o placar. Aos 15, Jádson travou na bola, mas o árbitro assinalou o pênalti. Reina foi para a cobrança e fez mais um, mas não foi o suficiente.

O cara

O goleiro Júlio César foi o melhor jogador do Fluminense em campo. Seguro quando solicitado e sem culpa nos dois gols, inclusive quase defendendo o pênalti, o arqueiro fez ótimas defesas e salvou sua equipe em muitos momentos.

Veja também

Coritiba e Santos tiveram a semana toda de treinamento, mas apresentaram um dos piores jogos...

Últimas notícias