Esportes

Com Ceni no comando, Fortaleza garante retorno à Série A

O técnico Rogério Ceni conquistou neste sábado (3) um importante feito na recente carreira de treinador. Com a vitória do Fortaleza por 2 a 1 sobre o Atlético-GO, em Goiânia, pelo Campeonato Brasileiro da Série B, a equipe cearense se tornou a primeira a garantir acesso à elite do Nacional para 2019. O feito vem justamente no ano do centenário do clube. O […]

Clayton Neves Publicado em 03/11/2018, às 20h01 - Atualizado em 04/11/2018, às 08h44

Foto: CARLOS COSTA/FUTURA PRESS / Estadão Conteúdo
Foto: CARLOS COSTA/FUTURA PRESS / Estadão Conteúdo - Foto: CARLOS COSTA/FUTURA PRESS / Estadão Conteúdo

O técnico Rogério Ceni conquistou neste sábado (3) um importante feito na recente carreira de treinador. Com a vitória do Fortaleza por 2 a 1 sobre o Atlético-GO, em Goiânia, pelo Campeonato Brasileiro da Série B, a equipe cearense se tornou a primeira a garantir acesso à elite do Nacional para 2019. O feito vem justamente no ano do centenário do clube.

O Fortaleza está de volta à Série A após 12 anos graças a uma campanha segura. O time liderou a competição desde o início e garante o acesso com quatro rodadas de antecedência com o auxílio de uma combinação de resultados. Os empates do Londrina com o Avaí, em Florianópolis, e do Vila Nova com o Paysandu, em Goiânia, na sexta, fizeram o clube tricolor garantir a vaga.

O clube dirigido pelo ex-goleiro do São Paulo pode se tornar campeão da Série B já nas próximas rodadas. Na terça, o Fortaleza recebe o CSA no Castelão e depende de uma vitória, aliada a um tropeço do Avaí para garantir o título. A conquista superaria as expectativas iniciais do clube, que no ano passado disputou a Série C.

O JOGO

A partida começou franca, com o Atlético Goianiense ligeiramente melhor e criando as melhores oportunidades. O Fortaleza, porém, foi cirúrgico e marcou nas duas vezes que chegou com perigo. Aos 14 minutos, Jonathan saiu jogando errado e entregou nos pés de Marcinho, que tocou para Gustavo bater de primeira no canto direito do goleiro Kléver.

Aos 25 minutos, Éderson cruzou e Bruno Melo subiu na primeira trave para desviar de cabeça, ampliando o placar. O Fortaleza ainda acertou a trave com Gustavo. Já o Atlético Goianiense viu o goleiro Marcelo Boeck salvar em um chute de Thiago Santos. E essa cena se repetiria durante todo o segundo tempo.

Na frente, o Fortaleza recuou e praticamente não conseguiu ficar com a bola. Já o time goiano criou pelo menos quatro boas oportunidades antes de diminuir, mas em todas elas parou em Marcelo Boeck. Aos 48 minutos, João Paulo aproveitou bate e rebate para fazer o único gol do Atlético Goianiense, que não estragou a festa feita pelos tricolores após o apito final.

Jornal Midiamax