Esportes

Técnico do Atlético-GO é encontrado após dois sumiços, mas polícia não explica caso

Segundo as autoridades, Marcelo Cabo passa bem e está em um local seguro

Henrique Kawaminami Publicado em 17/01/2017, às 13h39

None
1484614064142.jpg

Segundo as autoridades, Marcelo Cabo passa bem e está em um local seguro

Depois de muitas reviravoltas, o caso do sumiço do técnico do Atlético Goianiense, Marcelo Cabo, finalmente teve um desfecho, mas ainda não foi esclarecido. A Polícia Civil informou na noite desta segunda-feira que o profissional foi encontrado, está bem e em local seguro, mas não deu detalhes sobre as circunstâncias do caso. Uma entrevista coletiva foi marcada para às 10 horas desta terça-feira, na Delegacia Especial de Investigação Criminal, em Goiânia, para falar sobre o caso.

A diretoria do Atlético tem evitado dar detalhes sobre o desfecho da ocorrência, que deve ser esclarecida pelo delegado Kleyton Manoel Dias, responsável pela investigação. Marcelo, após ser localizado, teria sido levado para casa de um funcionário do clube – informação não confirmada pelos dirigentes atleticanos.

O diretor de futebol do Atlético Goianiense, Adson Batista, confirmou que o profissional foi encontrado pela polícia civil, mas não deu detalhes sobre o estado de saúde nem emocional do treinador. Disse apenas que ele está bem. “Ele foi encontrado, já está descansado. Quem o encontrou foi a polícia civil’’, disse à rádio 730, de Goiânia.

Batista afirmou que pretende ouvir o treinador, para então dar detalhes do que realmente aconteceu. Não quis dizer se o futuro do treinador no clube está em risco depois desse desaparecimento. “Vamos primeiro conversar com ele, para depois emitir uma opinião. Graças a deus o pior não aconteceu’’, disse o dirigente, que durante o dia revelou temer até que o treinador tivesse perdido a vida.

Marcelo Cabo, atual campeão da Série B do Campeonato Brasileiro, esteve desaparecido desde às 3h02 de domingo até às 15h48 desta segunda-feira, quando ele retornou ao apartamento onde mora, em Goiânia. Marcelo chegou ao local em um táxi e permaneceu por lá por cerca de sete minutos, deixando o prédio no mesmo veículo em que chegou. O novo sumiço durou até o início da noite, quando a polícia o localizou.

O clube expôs a situação no início da tarde desta segunda, após reiteradas tentativas de manter contato com o profissional, que havia participado de uma reunião com amigos após o amistoso do Atlético contra o Gama, na noite de sábado, em Goiânia.

Por volta das 2h20 de domingo, ele chegou em casa e teria conversado por telefone com um de seus filhos. Às 3h02, as câmeras de segurança do prédio onde mora registraram a saída de Marcelo. Ele deixou o local em seu carro, um Fiat Palio, que estava na frente do edifício e não na garagem.

Marcelo Cabo foi contratado pelo Atlético em maio do ano passado. O técnico foi o responsável pela campanha surpreendente do clube goiano na Série B do Campeonato Brasileiro, em que o rubro-negro garantiu o título, com 76 pontos em 38 jogos.

Jornal Midiamax