Esportes

Botafogo perde em casa para o Avaí com dois gols de Joel

 2 a 0 

Diego Alves Publicado em 27/06/2017, às 00h38

None

 2 a 0 

A noite não poderia ter dado mais errado para o Botafogo. Derrota dentro de casa para o então lanterna, com direito a dois gols de Joel – que estava no clube duas semanas atrás – e lesão no começo de jogo por parte de Montillo. No placar, o 2 a 0 para o Avaí, no Nilton Santos, refletiu o que foi o começo de jogo.Botafogo perde em casa para o Avaí com dois gols de Joel

Quanto mais busca propor o jogo e ser mais ofensivo – sem a sua trinca de volantes habitual – menos o Botafogo parece se entender dentro de campo. E a ocasião ainda era especial, com o retorno da dupla Camilo/Montillo, que era a grande esperança do time no começo da temporada. 

E foi decepcionante. Quase sem pegar na bola, o Avaí começou em cima e logo achou seu gol com Joel, em rebatida em Igor Rabello, aos seis minutos. Para piorar, Montillo sentiu a panturrilha e, mais uma vez, acabou saindo por lesão. 

E o camaronês ex-alvinegro estava pegando fogo. Dez minutos depois, recebeu de Pedro Castro e marcou o segundo tento catarinense. O curioso foi que, em 16 minutos em campo, Joel fez mais gols pelo Avaí do que na temporada inteira com a camisa do Botafogo. 

Até o final da primeira etapa, a esperada pressão de quem era mandante e estava atrás no placar. Douglas fez boas defesas, enquanto o Alvinegro desperdiçou alguns bons lances, seja com Camilo – que chegou a ser vaiado por parte da torcida no Nilton Santos – ou com Marcelo e Rabello, em confusões na área avaiana. O prejuízo já estava consumado, com o 2 a 0 contra no placar. 

No segundo tempo, o roteiro era mais do que esperado: tanto por parte das diversas chances desperdiçadas pelo Botafogo – que abusou nos cruzamentos – quanto no perigoso contra-ataque visitante, que ainda acertou o travessão de Gatito em chute de Júnior Dutra. Com a pouca efetividade dos atacantes, aliada a falta de repertório na criação, o Botafogo não conseguiu nem marcar um gol no time que, antes do jogo, era o lanterna da competição. 

O choque de realidade veio. O Botafogo de Jair Ventura precisa estar sempre no seu limite se deseja sonhar alto dentro da temporada. 

Agora, vem a sequência pesada – e decisiva – fora de casa, contra Atlético-MG, Corinthians e Nacional-URU. São três competições distintas. Será a chance de recuperação depois de uma noite decepcionante diante da torcida alvinegra. 

FICHA TÉCNICA: 

BOTAFOGO 0 x 2 AVAÍ 
Data/hora: 26/06/17, às 20h 
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ) 
Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira – RN (CBF) 
Cartões amarelos: Igor Rabello (BOT); Douglas, Leandro Silva e Luan (AVA) 
Público e renda: 20.396 pagantes / 22.819 presentes – Renda: R$ 353.360,00 
Gols: Joel (5’/1ºT – 0-1) e Joel (16’/1ºT – 0-2) 

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello (Pachu) e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Camilo (Leandrinho) e Montillo (Guilherme); Rodrigo Pimpão e Roger – Técnico: Jair Ventura 

AVAÍ: Douglas, Leandro Silva, Airton, Betão e Capa; Luan, Judson (Wellington Simão), Juan (Diego Tavares) e Pedro Castro; Rômulo e Joel (Júnior Dutra) – Técnico: Claudinei Oliveira

Jornal Midiamax