Esportes

Atlético-PR e Peñarol empatam em jogo tenso na Arena

Boa presença da torcida

Diego Alves Publicado em 26/01/2017, às 02h29

None
estadio.jpeg

Boa presença da torcida

Em amistoso preparatório para a estreia na Copa Libertadores, o Atlético-PR não saiu do zero diante do Peñarol-URU, na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada. O jogo contou com boa presença da torcida, que viu um confronto pegado e arisco.

O primeiro tempo foi tudo, menos amistoso. O duelo foi bastante agitado na Arena, com direito a sete cartões amarelos (quatro para o clube uruguaio e três para o Furacão) e muita discussão entre os jogadores. Neste ambiente, o Atlético-PR buscou pressionar, tendo em Pablo o principal homem do sistema ofensivo. 

Em uma das boas jogadas criadas por Pablo, o atleticano foi derrubado por um zagueiro do Peñarol-URU dentro da área, mas a arbitragem marcou falta fora da área, para a reclamação dos torcedores presentes na Arena da Baixada. 

As melhores chances do Furacão ocorreram com o meia Nikão, que arriscou uma pancada e assustou o goleiro Guruceaga, e com o atacante Luís Henrique, que perdeu uma oportunidade clara de marcar de cabeça, no fim do primeiro tempo. 

O Peñarol só levou perigo aos 40 minutos da etapa inicial, quando Nahitan Nandez arriscou de primeira e exigiu uma boa defesa do goleiro Santos, do Atlético-PR. 

No segundo tempo cada time podia fazer sete alterações. O Atlético-PR colocou Sidcley, Crysan, Wanderson, Matheus Rossetto, Léo, Marcão e Matheus Anjos, nas vagas de Nicolas, Felipe Gedoz, Paulo André, Lucho González, Jonathan, Thiago Heleno e Pablo, respectivamente. Já no Peñarol, Maximialiano Perg, Angel Rodriguez, Marcel Novick, Martín Bossel e Tomás Costa assumiram as posições de Ronaldo Conceição, Junior Arias, Matías Mier, Gastón Rodriguez e de Mauricio Affonso. 

O clube uruguaio voltou arriscando mais arremates de fora da área, mas a grande chance foi do Atlético-PR com Crysan, que de cabeça acertou o travessão do Peñarol. 

O clima parecia mais ameno, até que aos 30 minutos uma grande confusão ocorreu no meio de campo e três atletas foram expulsos: Gusman Pereira e Ángel Rodriguez, do Peñarol, e Nikão, do Atlético-PR. 

Após a confusão, o Atlético-PR até teve boas chances, mas os jovens Luiz Otávio e Crysan não obtiveram êxito – o primeiro parou no goleiro e o segundo desperdiçou uma ótima chance. Mesmo com o 0 a 0 no placar, o Atlético-PR saiu aplaudido de campo pela torcida. 

O Furacão estreia na segunda fase da LIbertadores diante do Millonarios-COL, na próxima quarta-feira, na Arena.

Jornal Midiamax