Esportes

Sheik “reaparece” e põe Flamengo em vantagem contra chilenos

Equipe carioca derrotou o Palestino por 1 a 0 

Clayton Neves Publicado em 22/09/2016, às 01h38

None
flamengopalestinoefe.jpg

Equipe carioca derrotou o Palestino por 1 a 0 

Prervando titulares, já que está mais preocupado com a disputa pelo título do Campeonato Brasileiro, o Flamengo largou bem nas oitavas de final da Copa Sul-americana. A equipe carioca derrotou o Palestino por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, no Monumental de Santiago, com um gol anotado por Emerson Sheik (substituiu Mancuello no segundo tempo).

O jogo de volta, que definirá o adversário do vencedor do confronto entre San Lorenzo, da Argentina, e Deportivo La Guaira, da Venezuela, será na próxima quarta-feira. Antes, no domingo, o Flamengo voltará as suas atenções ao Brasileiro – enfrentará o Cruzeiro em Cariacica.

O jogo – Sem enfrentar muita pressão no Monumental, já que o Palestino não atraiu grande público ao estádio, o Flamengo até tentou se soltar como visitante. Fernandinho fez o goleiro Melo trabalhar para defender um chute forte logo no primeiro minuto de partida.

Sem o mesmo entrosamento dos titulares, contudo, os reservas rubro-negros sofreram com a falta de criatividade na sequência do primeiro tempo. O time pendia muito para o lado esquerdo e não contava com uma noite inspirada de Alan Patrick, o seu armador central, para deixar Guerrero em boas condições de concluir as jogadas.

Apesar dos problemas, o Flamengo também praticamente não era ameaçado pelo Palestino. E quase abriu o placar aos 28 minutos, quando Fernandinho tabelou com Jorge e bateu firme. Melo espalmou, e a bola acertou a trave.

No segundo tempo, porém, o Palestino melhorou. A equipe chilena, precisando construir um bom resultado como mandante, passou a tirar proveito das falhas de marcação do meio-campo do Flamengo para dar trabalho ao goleiro Alex Muralha – que havia se chocado com Juan na etapa inicial e tomado quatro pontos na boca.

Zé Ricardo resolveu entrar em ação. Chamou Alan Patrick à beira do gramado para orientar o meia e trocou Fernandinho por Marcelo Cirino, aos 18. Dez minutos mais tarde, quase comemorou um gol. Guerrero fez bela jogando, dominando no peito e aplicando um chapéu em Cereceda antes de concluir forte. A bola bateu no travessão.

Ainda não plenamente satisfeito, Zé Ricardo mandou a campo também Emerson Sheik, na vaga de Mancuello. Deu resultado, ainda que o Palestino ficasse mais tempo com a bola nos pés. Aos 33 minutos, Marcelo Cirino recebeu de Rodinei e fez o cruzamento da direita. Guerrero dividiu com Luna, e sobra ficou limpa para Sheik marcar o gol com um chute no canto.

O Palestino ainda procurou esboçar uma reação nos minutos derradeiros da partida, mas já parecia não ter forças para acuar o Flamengo. Do outro lado, agora contente com a vantagem, Zé Ricardo soube administrar o resultado positivo com Chiquinho no lugar de Alan Patrick.

Jornal Midiamax