Esportes

Giovanni Augusto diz que vida noturna de BH o atrapalhou

Meia do Corinthians comemora volta por cima na carreira

Midiamax Publicado em 01/03/2016, às 13h04

None
56b4c3fb4f5ac.jpeg

Meia do Corinthians comemora volta por cima na carreira

Giovanni Augusto falou na noite desta segunda-feira (29), em entrevista ao programa Bem Amigos, do SporTV, sobre o período de 2011 no Galo, onde estava em má fase por causa da vida noturna em Belo Horizonte. O meia falou que, graças à sua esposa Isabel e sua filha Vitória, ele deu a volta por cima e afastou as pessoas que lhe faziam mal.

"No final de 2011, quando saí essas pessoas desapareceram. Fiquei praticamente sozinho, tendo que dar a volta por cima. O que eu posso dizer é que isso é uma ilusão. Vão aparecer bebidas, baladas, mulheres. E se você não tiver foco, não tiver com aquele pensamento de vencer, você acaba ficando pelo meio do caminho. E fico feliz de ter dado tempo de dar essa volta por cima. Muitos, quando conseguem acordar, já passou o tempo. Devo isso a minha esposa Isabel e a minha filha Vitória, que apareceram na minha vida em 2012. Desde então as coisas começaram a acontecer para melhor", disse Giovanni Augusto.

O meia falou sobre o salto que teve na carreira, mas com o aumento de salário de uma semana para outra o sucesso subiu para a cabeça. O meia disse que também que soube reconhecer o erro e conseguiu recuperar a carreira antes que fosse tarde demais. A família foi fundamental na volta por cima do jogador, que desde 2012 vem melhorando a cada temporada. 

"Lá no Atlético-MG, lembro que uma semana ganhava um valor muito baixo e na outra semana praticamente estava ganhando quatro ou cinco vezes mais. Então deslumbra um pouco. Quando você está começando a crescer um pouco, começa a idealizar várias coisas na cabeça como um carro diferente. E quando você tem a oportunidade, acha que é o momento do excelente carro, de aparecer, de pegar a mulher mais bonita. Uma coisa vai ligando a outra. Todos nós somos seres humanos, sujeitos a erros. Mas tem aquelas pessoas que vão falar: 'Tem esse caminho e tem aquele', e você escolhe o que é certo e o que é errado", disse Giovanni Augusto.

Jornal Midiamax