Esportes

Follmann chega a Chapecó e recebe apoio de torcedores

Ele teve parte da perna direita amputada

Clayton Neves Publicado em 17/12/2016, às 22h54

None
follman.jpg

Ele teve parte da perna direita amputada

O goleiro Jackson Follmann já está em Chapecó. Um dos seis sobreviventes – 71 pessoas morreram – do acidente com o avião que levava a Chapecoense a Medellín, onde seria disputado o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana, ele recebeu bastante apoio de torcedores ao ser retirado de um avião e conduzido para o Hospital Unimed, onde também estão o jornalista Rafael Henzel e o zagueiro Neto.

Follmann estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein desde terça-feira, quando passou por cirurgia para corrigir uma fratura, com fixação da segunda vértebra cervical. "A transferência só foi possível por se tratar de um processo de hospital para hospital, que resguarda a segurança do paciente. Até que o paciente esteja apto para ir de alta para sua casa, haverá o contato diário das equipes do Einstein, lideradas pelo Dr. Jorge Roberto Pagura, com as equipes da Unimed Chapecó, a cargo do Dr. Marcos Sonagli", de acordo com o boletim médico.

O goleiro foi removido do Einstein por meio de um helicóptero. Posteriormente, no Aeroporto de Congonhas, embarcou para Chapecó em um avião equipado para trasladar pacientes. Vestido com uma camisa da Chapecoense, emocionado, Follmann acenou para os fãs no desembarque. Ele teve parte da perna direita amputada na Colômbia e ainda deverá passar por nova cirurgia no pé esquerdo.

Jornal Midiamax