Esportes

Atlético-MG vence com facilidade e encaminha classificação na Libertadores

Vitória brasileira quase sem nenhuma dificuldade

Diego Alves Publicado em 17/03/2016, às 02h55

None
atletico.jpg

Vitória brasileira quase sem nenhuma dificuldade

Alívio somente no apito final. Gol salvador aos 34 minutos e classificação do Atlético-MG com a vitória sobre o Colo-Colo. Porém, relato do duelo de 2015, não do jogo desta quarta-feira, mais uma vez no Independência. Se no ano passado o Atlético sofreu para bater os chilenos e avançar na Libertadores, em 2016 foi tudo bem diferente. Vitória brasileira quase sem nenhuma dificuldade, construída a partir do primeiro minuto.

Foi o Colo-Colo que soltou a bola, mas foi o Atlético que chutou primeiro e logo marcou, com Cazares, que abriu o caminho para o novo triunfo por 2 a 0. Patric e Hyuri anotaram os outros gols atleticanos. Se o Colo-Colo era incapaz de levar algum perigo à meta defendida por Giovanni, o Atlético tratou em ele mesmo criar a grande dificuldade da noite. A equipe mineira abusou de perder gols. Chances criadas e não aproveitadas, até mesmo com o goleiro Justo Villar já batido.

Com mais uma vitória segura na Libertadores o Atlético chegou aos dez pontos e está praticamente classificado às oitavas de final do torneio. Um empate diante do Independiente Del Valle, na próxima partida, já é o suficiente.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3 X 0 COLO-COLO

Data: 16/03/2016 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Motivo: 4ª rodada do grupo 5 da Copa Libertadores
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 21.201 pagantes
Renda: R$ 1.704.100,00
Árbitro: Juan Soto (VEN)
Assistentes: Jorge Urrego e Elbis Gomez (VEN)
Cartões amarelos: Rafael Carioca e Luan (CAM) Julio Barroso, Jean Beausejour e Esteban Pavez (COL)
Gols: Cazares a 1 min, e Patric aos 45 min do primeiro tempo; Hyuri aos 27 min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG
Giovanni; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso e Cazares (Robinho, aos 30 do 2º); Luan (Eduardo, aos 38 do 2º), Patric (Hyuri, aos 18 do 2º) e Lucas Pratto.
Treinador: Diego Aguirre

COLO-COLO
Justo Villar; Gonzalo Fierro, Julio Barroso, Claudio Baeza e Jean Beausejour; Jorge Araya, Esteban Pavez, Juan Delgado, Jaime Valdés (Javier Reina, no intervalo) e Martín Rodriguez; Tonso (Andrés Vilches, aos 31 do 2º).
Treinador: José Luis Sierra.

Jornal Midiamax